CUIDADO: Usas (ou já usaste) ZOOM? Muda TODAS as tuas passwords

Filipe Alves
Comentar

O Zoom é uma plataforma de videochamada que ganhou furor e popularidade com a quarentena. São muitas as empresas que usam o Zoom para fazer reuniões. Aliás, foi uma das plataformas mais usadas para os alunos terem aulas em tempo de quarentena.

A aplicação já teve nas luzes dos holofotes por más razões e agora é mais um motivo para mudares todas as tuas passwords. Pelo menos se a tua password do Zoom era a mesma de qualquer outra conta que possas ter.

Mais meio milhão de passwords estão a ser vendidas na Dark Web

Zoom passwords

Um hacker russo, referiu que são mais de 500 mil passwords, emails, chat links e códigos Pin (para as chamadas) à venda na Dark Web. As informações são baratas, segundo as suas informações, podes comprar informações por apenas 1 cêntimo.

Ou seja, escusado será dizer que a tua conta pode também estar exposta. Assim sendo, nada melhor do que te salvaguardares e mudares todas as passwords que eram idênticas (ou a mesma) que tens na tua conta Zoom.

Cuidados a ter na Internet

Há determinados padrões que deves ter antes de navegares na internet para te salvaguardares. Assim como quando andas com um guarda-chuva e o dia não está bom.

Quando o serviço é novo e ainda não tem grande reputação a melhor forma de precaveres-te é criares um novo email e uma nova password só para esse serviço.

Além disso, nada melhor do que atualizares as tuas passwords regularmente. Não caias no erro de criar uma password de fácil de identificação. Ou seja, evita datas de nascimento, gostos, ou números simples (123456 é uma das passwords mais utilizadas neste momento).

Tal como fechas a porta de casa antes de saíres para dar um passeio, confirma que navegas com a máxima segurança possível. Não faltam malfeitores sem piedade prontos a roubarem as tuas informações e, na pior das hipóteses, roubar a identidades ou dinheiro.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.