CUIDADO: Desinstala estas 9 aplicações do teu smartphone Android agora!

Filipe Alves

A Google Play Store até pode ser um local seguro para instalar aplicações, porém, há sempre algumas que passam despercebidas pela segurança apertada da empresa de Mountain View.

Por isso é que escrevemos constantemente atualizações da Play Store (que podes instalar aqui) de forma a teres a certeza que estás o mais seguro possível ao instalar aplicações da loja de Apps.

Aplicações maliciosas na Google Play Store

Hoje são mais 9 aplicações que temos de referir. Todas estas aplicações queriam saber algo mais sobre ti e enviavam as informações para a China. Não foi apurado quem é que recebia estas informações, porém, suspeitas do relatório indicam que o governo Chinês podia ter algo relacionado com isto.

Ou seja, uma simples aplicação de uma lanterna não devia solicitar quaisquer informações de tua parte. Afinal de contas, o maior propósito da aplicação é ligar o LED flash do smartphone.

Estas são as 9 aplicações que estavam na Google Play Store e que tens de desinstalar agora:

  • Selfie Camera
  • Total Cleaner
  • Smart Cooler
  • RAM Master
  • AIO Flashlight
  • Omni Cleaner
  • WaWaYaYa
  • Emoji Flashlight
  • Samsung TV Remote Control ( desenvolvido por Peel Technologies, Inc.)

Ainda que as aplicações tenham sido retiradas da Google Play Store, os utilizadores que a tinham instaladas continuarão com as Apps nos seus smartphones. Ou seja, a única forma de ter a certeza que não tens é ver o nome da aplicação, confirmar em todas as tuas Apps e desinstalar o mais depressa possível se as tiveres.

Em suma, ainda que a Google Play Store seja confiável temos de ter um cuidado extra a instalar aplicações. A Google está a melhorar a cada dia que passa a segurança no teu Android, porém, ainda estamos longe da perfeição.

Editores 4gnews recomendam:

via

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.