Coronavírus: Facebook e Google lutam contra desinformação sobre a doença

António Guimarães
Comentar

Com uma doença tão mediática como o Coronavírus, as informações falsas são inevitáveis. Nesse sentido, tanto a Google como o Facebook estão a tentar impedir o avanço da desinformação nas suas plataformas. No caso da Google, a empresa lançou um alerta aos utilizadores quando fizeram pesquisas sobre a doença.

A publicação da Google no Twitter relembra os utilizadores quais são as informações encontradas ao pesquisar sobre o vírus, de forma a legitimar os resultados. Desta forma, utilizadores tem menos hipótese de serem enganados por informações falsas, que podem levar a escolhas prejudiciais à saúde.

Facebook planeia marcar e remover informação falsa

O Facebook anunciou hoje que irá começar a rever todo o conteúdo publicado na rede social, relacionado com a doença. A equipa de revisão pertence a empresas de terceiros, tendo sido contratadas pelo Facebook. Assim que uma informação for declarada falsa, a rede social irá "estancar" o seu alcance, além de enviar notificações aos utilizadores que tenham partilhado o conteúdo nocivo.

Como ver os casos de Coronavírus em tempo real

Podes também ver um mapa que é constantemente atualizado com o número de doentes, mortos e recuperados. Até ao momento, o mapa marca 9776 pessoas afetadas com 213 mortos devido a esta gripe. Na Europa já tivemos 4 casos, 3 deles na França e 1 na Alemanha.

Editores 4gnews recomendam:

  • Coronavírus: vários eventos e-sport cancelados por motivos de segurança
  • Coronavírus: venda de máscaras de proteção "rebentam" o site da Xiaomi
  • Coronavírus pode vir a afetar a produção de smartphones
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.