Crédito: Strange Parts (YouTube)

O cenário é o infindável conjunto dos mercados tecnológicos de Huaqiangbei, em Shenzhen, na China. Seria possível construir um iPhone só com peças compradas nesse mercado? Desde os parafusos à caixa de cartão? E onde comprar os componentes?

Profundos e assustadores. São estes os dois adjectivos que classificam os mercados de Huaqiangbei. Mas num bom sentido. É lá que começa uma das viagens mais incríveis que um amante de tecnologia pode ter.

Vê ainda: Apple estará a enfrentar problemas com o novo Touch ID do iPhone 8

   

Scotty Allen, autor e protagonista deste vídeo publicado no canal Strange Parts no YouTube, desafiou-se a navegar pelo ambiente distópico daquele local e tentar construir, para si, um iPhone 6s.

Montando o smartphone peça por peça

Com algumas peças usadas o viajante lá percorreu os labirintos que se foram atravessando no seu caminho. Os obstáculos foram vários, mas nada de perpetuamente inalcançável.

Este documentário, sim isto é um autêntico documentário, para além da temática da tecnologia foca-se também nas pessoas. Nos locais, na cultura e na gastronomia de uma comunidade absolutamente fascinante.

Crédito: Strange Parts (YouTube)

Desde o episódio do fabrico, ali na hora, de um ecrã para o iPhone 6s, com tecnologia que parece saída de uma cozinha, até à minuciosa peça que faz os botões laterais de um iPhone clicáveis. Nada ficou de fora!

Todo este projecto durou quase 5 meses

E no fim… Bem, no fim temos um iPhone 6s na variante de 16 GB de armazenamento interno, perfeitamente funcional, a correr o iOS original. Mas vê tu próprio o documentário e tira as tuas conclusões.

Crédito: Strange Parts (YouTube)

Vale a pena perderes 20 minutos e ver na íntegra toda esta aventura (vídeo no final do artigo). Quanto ao que foi gasto, não te preocupes com isso. Depois desta experiência visual, e até sensorial, isso é completamente irrelevante!

O objectivo aqui é desconstruir conceitos e pôr algumas coisas em perspectiva. Afinal de contas, isto só é possível na China porque a maçã trincada tem Síndrome de Otelo. Só que na China, como Estado verdadeiramente soberano, isso não cola.

Crédito: Strange Parts (YouTube)

Porém, no final do dia, a empresa de Cupertino até acabou por ser elogiada devido à sua engenharia e design das peças que fizeram com que isto tudo fosse, inacreditavelmente, possível.

Outros assuntos Apple relevantes:

Apple iPhone 8: Acordo entre Apple e Samsung promete ecrãs OLED

Apple poderá utilizar baterias próprias nos iPhone´s brevemente

Snowy: Spotify chegará (finalmente) ao Apple Watch