Como nunca perder os contactos e fotografias quando mudas de smartphone

Filipe Alves
fonte: www.depositphotos.com

Por estranho que pareça nos últimos tempos deparei-me constantemente com a mesma situação, ensinar às pessoas como nunca perder os contactos e fotografias, aconteça o que acontecer ao smartphone.

O que aqui vou falar é algo bastante simples para qualquer "tech savy", mas a verdade é que nem toda a gente sabe sobre isto e nada melhor do que fazer um pequeno e rápido tutorial de como nunca mais se preocupar com as suas informações.

Desta forma, seja o teu smartphone Android ou iOS, nunca mais terás problemas para passar os teus contactos e fotografias para outro smartphone.

Como reviewer tecnológico passo a vida a mudar de smartphone, quando fazemos a análise do equipamento transferimos para esse equipamento todas as nossas vidas de forma a perceber como é que o bad boy se safa com diferentes utilizações. Tal como tu, gosto de ter as minhas informações e fotografias. Para teres uma ideia configurar um equipamento novo demora-me cerca de 10 minutos, a antiga dor de cabeça já não existe.

Depois das habituais aplicações como Facebook, WhatsApp, Google Duo, está na hora de ter as minha fotografias e os meus contactos.

Vamos por partes e fazer disto um tutorial simples. Primeiro terás de ir ao teu equipamento e activar a sincronização de contactos com a tua conta Google. Desta forma, quando introduzes o teu email num novo equipamento, seja ele Android, iOS ou Windows 10, só terás de sincronizar novamente.

Os teus contactos, tal como as fotografias que falaremos mais à frente, ficarão guardados na Cloud da Google de forma gratuita e ilimitada.

Presumindo que tens um terminal Android neste momento (se tiveres um iPhone terás de fazer o mesmo processo mas com outros nomes nas definições), vai a definições -> Contas -> Google, clica no teu email preferencial e activa os "contactos". Se tiver duas setas em formato circular, clica para atualizar. e verás que os contactos foram atualizados com a data e hora em que o fizeste.

Ok, isto quer dizer que os teus contactos já estão na Google, lembra-te que se for a primeira vez que fazes isto é possível que demore algum tempo para copiar os contactos todos. Lembra-te ainda de fazer este processo via Wi-fi.

Aconselho ainda a ativar todas as outras opções de forma a tornar mais simples a transição de smartphone um dia que o faças.

Agora vamos ao novo smartphone. Ligas o equipamento, configuras tudo aquilo que tens de configurar, seja as novas aplicações ou mesmo o idioma e depois fazes exatamente o mesmo processo.

Definições -> Contas -> Google, clica para adicionar um email e agora e introduz os dados do email que anteriormente fizeste o backup. Depois disso, voltas à área de contactos e é só ativares.

Se saltares na app dos contactos.... voilá! Aí estão os bad boys! Atenção que em determinadas marcas como os Huawei, por exemplo, poderás ter de configurar a visão da lista telefónica para os contactos de email. Terás de o fazer nas definições dentro dos contactos, algo também simples. Abres os "contactos" clicas no "Menu" (canto inferior direito) -> "Apresentar preferência" e clicas no email que selecionaste os teus contactos.

Se fores passar de um Android para iOS a tarefa é tão simples quanto isto, mas com atalhos diferentes.

Em iOS saltas nas definições -> Mail -> Contatos -> Calendários --> Adicionar Conta -> Google e introduzes a mesma conta que solicitaste o backup anteriormente.

Agora para as imagens

Se nos segues já ouviste certamente falar da aplicação passar no nosso fórum e expôr as tuas dúvidas.

Talvez queiras ver:

  • Samsung Galaxy Note 7: como saber se o teu terminal também poderá explodir?
  • Samsung Gear S3: a opinião de um “viciado” em Relógios
  • Razer Stargazer: A webcam que revolucionará a vida a qualquer gamer ou livestreamer
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.