CEO da OnePlus apanhado a tomar o pequeno almoço com o seu OnePlus 7 Pro

Filipe Alves

Já é sabido que a OnePlus lançará o seu OnePlus 7 Pro e 7 no dia 14 de maio. Acredita-se ainda que no dia 22 de maio ficarão prontos para compra, mas como serão os smartphones? Será que os rumores falam a verdade? Será que o OnePlus 7 Pro será assim tão inovador?

Mesmo antes sem ser apresentado, o smartphone passou pela DisplayMate para ter uma das melhores pontuações do mercado e muito entusiasmo existe à volta dos próximos topo de gama.

OnePlus 7 Pro Pete Lau

O CEO da empresa chinesa foi apanhado por um fã a tomar o seu pequeno almoço em Pequim e o fã não perdeu a oportunidade de tirar uma fotografia ao smartphone pousado em cima da mesa. Yap! Ali está o OnePlus 7 Pro com 3 câmaras traseiras. Pelo menos é isso mesmo que parece. Com esta imagem temos também a confirmação que a OnePlus trará as típicas capas de proteção para o smartphone.

É apenas uma pena que esta fotografia não ofereça um ângulo do smartphone na parte frontal. Dessa forma conseguíamos tirar as teimas no que toca ao ecrã e posição da câmara frontal.

OnePlus 7 Pro

Será que o dispositivo contará com uma pequena notch, um buraco ou uma câmara pop-up? Os rumores referem que teremos uma câmara Pop-up mas será que a OnePlus arriscará?

OnePlus 7 Pro será o smartphone mais caro de sempre da marca

O OnePlus 7 Pro não terá o mesmo preço dos antecessores. Ao que parece a versão topo de gama com 256GB de memória interna poderá mesmo chegar aos 800€. Um preço ligeiramente acima do que os fãs da marca normalmente pagam.

O único problema da empresa chinesa é que depois de pagar 800€ por um smartphone, 6 meses depois teremos um sucessor com um "T" à frente e uma característica que podiam muito bem ter introduzido neste equipamento.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.