Cabify encerra por completo serviços em Portugal

António Guimarães
Comentar

O serviço de transporte privado ou TVDE Cabify decidiu fechar as suas portas no território lusitano. A empresa emitiu um comunicado aos seus motoristas avisando que a partir de dia 30 de novembro, a empresa vai encerrar o seu negócio em Portugal, especificamente em Lisboa e Porto, onde operavam.

Na verdade um aviso similar já tinha sido feito há duas semanas. A Cabify enviou um comunicado a dizer que os serviços para empresa deixariam de estar disponíveis também na mesma data. Pelos vistos a empresa decidiu cortar custos e desistir de operar em Portugal na totalidade.

O comunicado avisa que até ao dia 30 os motoristas poderão continuar a fazer viagens e obter rendimentos da mesmas mas trata-se de uma janela bastante pequena. Caso utilizes o Cabify com regularidade é melhor começares a procurar alternativas.

cabify

A concorrência nos transportes privados é grande

Há 5 anos, a Uber chegou a Portugal e providenciou uma alternativa para o transporte privado, causando grandes controvérsia com os taxistas. Provando que pode ser um negócio rentável, a entrada de outras empresas semelhantes é inevitável. Assim sendo, em 2019, além da Uber temos a Kapten (antigo Chaffeur Privé) e a Bolt, que oferecem tarifas mais baixas.

Considerando que Portugal é um país pequeno com um mercado de transportes privados centrado em Lisboa e Porto, alguém tinha de ficar de fora. A empresa já tinha tido um ano complicado em 2018, quando começaram a surgir mais concorrentes.

Além disso, a Cabify nunca operou além de Lisboa e Porto, as cidades mais rentáveis. As outras plataformas puderam dar-se ao luxo de expandirem-se para as periferias, dificultando ainda mais o sucesso do Cabify.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.