Boruto: Naruto Next Generations
Boruto em “Boruto: Naruto Next Generations”

Há já algum tempo que não escrevia sobre Boruto. Aliás, o último artigo de “Borutoː Naruto Next Generations” foi escrito depois do quinto episódio e, de facto, há menos para contar do que poderia pensar.

Vê também: Boruto – Os 5 primeiros episódios!

Cinco semanas depois, e depois de mais uma mão cheia de novos episódios, (quase) tudo ficou igual. Tal como nos episódios anteriores, acabamos por ver que alguém – conhecido ou não – estaria possuído pela sombra que nós desconhecemos e que só o Boruto consegue ver.

   

É claro que, entretanto, Naruto e Shikamaru, bem como outras personagens mais antigas já repararam que algo se está a passar em Konoha. Para além disso, depois de termos visto que esse problema andava sempre em redor da academia – com o último caso a acontecer com Shino Sensei -, depois foi-se espalhando pelo resto da aldeia (ou cidade).

No entanto, os episódios 6, 7, 8, 9 e 10 foram todos semelhantes. Cada um com a sua história mas, ao mesmo tempo todos eles em redor disso. Se quisesse ser mauzinho, diria que Boruto é, neste momento, uma espécie de Pokémon, onde as sombras malignas são a Team Rocket. Percebes onde quero chegar?

E qual é o problema? Nenhum, à partida. Afinal, continuei a ver, logo que possível, os episódios que iam saindo. Porém, em comparação com Naruto, por exemplo, o novo anime tem deixado a desejar. Nesta altura, com dez episódios completados, Naruto Clássico conseguia ser bem mais interessante que Boruto.

Porque será? Será porque se passaram quinze anos e a idade muda? Será porque esperava mais do que aquilo que poderia pedir nesta fase? É um aspeto bastante subjetivo mas não deixa de transparecer para qualquer fã da série.

Talvez os próximos episódios de Boruto tenham tanto impacto como os fãs de Naruto esperavam…

Não duvido que Boruto se torne mais interessante. No entanto, gostava que isso acontecesse prontamente. Que desenvolvam a sua relação com os companheiros, que terminem os episódios sistemáticos sobre os tais “fantasmas” e que os mais velhos, como Naruto, fiquem a saber que o seu filho tem, de facto, um olho com um poder diferente e fulcral para a solução do problema que assombra Konoha.

Bom, não dizendo muito mais porque também não quero contar para ninguém algo que ainda não saiba, apenas direi que espero escrever o próximo artigo não daqui a cinco semanas, mas sim duas ou três.

Dessa forma, saberei eu, bem como tu que estás aí desse lado, que o episódio em questão foi especial.

Outros assuntos relevantes:

OnePlus 5: Características, Preço e Expectativas para o próximo OnePlus

Samsung Galaxy Note 8 não trará leitor biométrico no ecrã

Super promoção: Aproveita alguns descontos em smartphones e gadgtes

Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.