A Samsung apresentou esta tarde o tão aguardado Samsung Galaxy S8 e S8+ e com eles vieram muitas novidades, entre as quais, o Bluetooth 5. A questão que se levanta é “este novo padrão do Bluetooth é importante?”. A resposta é sim.

De acordo com a Bluetooh SIG (fonte), órgão que supervisiona e licencia os padrões e tecnologias Bluetooth, existem muitas vários aspetos que tornam esta quinta geração de padrões Bluetooth num sucesso. De acordo com a fonte acima citada, a primeira razão para migrar para o mais recente padrão Bluetooth é, logicamente, a capacidade de transferência de dados que vê agora a sua velocidade ser duplicada e portanto, consegue transferir mais dados em menos tempo.

Vê também: Samsung Galaxy S8: O que mudou desde o Galaxy S7

   
Outra melhoria neste novo padrão Bluetooth recai sobre o alcance do sinal que se mostra ser quatro vezes superior ao alcance do Bluetooth o que te permitirá, provavelmente, sair do teu setup e ir à cozinha buscar umas bolachas sem perder a conexão Bluetooh. Fora de brincadeiras, isto será realmente bom porque abrirá portas a muitas outras potencialidades.

Com um melhor alcance e velocidade, a Bluetooth SIG afirma que o Bluetooth 5 tem aquilo a que eles denominaram por “wireless coexistence”, em português “coexistência sem fios”, que se traduz na ideia de que este tipo de sinal não interferirá com outros serviços e/ou dispositivos wireless que tenhas em casa, por exemplo o teu Wi-Fi.

Vê ainda: Samsung DeX: Transformar o smartphone num PC de secretária está cada vez mais pertoSamsung Galaxy S8

Sem dúvida que a evolução é, em quase tudo na vida, algo sempre muito positivo. E sem dúvida que estas melhorias são realmente boas, pelo menos no papel, mas servirão também como “desculpa” para o aumento bem notável dos preços dos novos flagships da Samsung?

Ainda com todas as funcionalidades (ou potencialidades) que estes badboys têm, caminhamos a passos largos para que este escalão de tecnologia seja apenas para classes elitistas. Num momento onde a Samsung não pode fazer asneira, dada a pouca sorte do Note 7, justificações superficiais como a do Bluetooth 5 serão uma tentativa de justificar algo injustificável? Pessoalmente, acredito que sim.

Outros assuntos relevantes:

Samsung Galaxy S8: O que mudou desde o Galaxy S7

Moto M já vendou mais de 3 milhões de unidades

Portugal conta com 1 milhão de HotSpot’s NOS Wi-Fi

Aproveita a baixa de preços!

Viaphonearena
FonteBluetooth SIG

Estudante de Direito e amante de tecnologia. Tudo o que é inovador na vida atrai-me (menos comida muito “fora do normal”).
No meio tecnológico, aprecio particularmente smartphones, computadores e automóveis.
Integrar a equipa da 4gnews começou por ser um desafio pessoal e agora é um orgulho coletivo.