Ao efetuar uma compra através dos links deste artigo, o 4gnews pode ganhar uma comissão. Conheça o nosso processo de seleção de produtos.

Batalha legal entre Apple e Epic Games dá fraca vitória a Fortnite

Mónica Marques
Comentar

As duas empresas de tecnologia estão a travar uma batalha judicial. Em causa estão os pagamentos dentro das aplicações. Tudo porque a Apple não permite que as apps forneçam links de compras para fora da App Store.

Mas na passada sexta-feira, um tribunal norte-americano decidiu que a Apple terá de alterar as regras e autorizar a integração de links nas apps que direcionem os utilizadores para os sites de outras marcas para assinar ou adquirir conteúdo digital.

Esta decisão judicial pode prejudicar as vendas da App Stores que, em 2020, arrecadou cerca de 64 mil milhões de dólares de lucro, ou seja, aproximadamente 54 mil milhões de euros. As reações a esta decisão não se fizeram esperar e as ações da Apple caíram 3% logo nesse dia.

Epic Games pode recorrer da decisão

Today’s ruling isn't a win for developers or for consumers. Epic is fighting for fair competition among in-app payment methods and app stores for a billion consumers. https://t.co/cGTBxThnsP

— Tim Sweeney (@TimSweeneyEpic) 10 de setembro de 2021

Apesar de ter sofrido este golpe, a Apple saiu vencedora nas restantes alegações e, por essa razão, pode continuar a cobrar comissões de 15% a 30% em todas as compras efetuadas na App Store.

Entretanto, a Epic Games já avançou que planeia recorrer desta decisão. Tim Sweeney, CEO da gigante dos videojogos, publicou no Twitter que "a decisão não era uma vitória para programadores ou utilizadores". Esclarecendo ainda que "a Epic está a lutar por uma competição justa nos modos de pagamento nas aplicações e nas lojas de apps".

A batalha do Fortnite

fortnite

A empresa de videojogos ganha dinheiro com o seu jogo mais popular sempre que os jogadores compram V-bucks ou a moeda do jogo para comprar fantasias e outras alterações cosméticas.

Com esta ação, a intenção da Epic é ter autorização para instalar a sua própria loja de aplicações e, contornar assim, a taxa de comissão da Apple. Recentemente, a empresa atualizou o Fortnite para reduzir o preço da sua moeda no jogo, caso os jogadores efetuassem essa compra diretamente à Epic.

Em resposta, a Apple retirou o Fortnite da App Store. Tal significa que novos utilizadores iOS não podem fazer download deste título e que os jogadores já com o jogo instalado não podem fazer atualizações.

Por esta razão, a Epic entrou com um processo em tribunal contra a Apple. Mas neste caso específico, o tribunal norte-americano decidiu que a Epic violou o contrato com a Apple e que terá de pagar a esta última 30% da receita total que recolheu, em equipamentos iOS, através dos pagamentos diretos.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.