Baleia encontrada na Noruega pode ser espiã russa, afirmam especialistas

Bruno Coelho

O animal foi encontrado por uma embarcação de pesca ao largo da Noruega. A baleia-branca em questão trazia um arnês de origem russa ao pescoço, e o alerta foi dado pelos pescadores da pequena vila de Inga. Biólogos noruegueses acreditam que o animal pode ser uma arma de espionagem russa.

Inicialmente, a baleia ter-se-á mostrado bastante agressiva. Ainda assim, acabaria por se mostrar bastante familiarizada com o possível contacto com os humanos. A informação foi difundida pela emissora NRK. O animal trazia uma espécie de cinto ao pescoço que podia ser para uma câmara ou arma.

baleia branca russia espiã
Imagem: The Guardian

“Equipamento de S. Petersburgo”, era a frase que estava escrita no arnês (entretanto removido) que a baleia trazia ao pescoço. Como noticia a NRK, os especialistas noruegueses sabem que a Rússia “teve baleias domésticas em cativeiro”.

A Rússia treina focas, golfinhos e baleias com fins militares

Do lado russo, as declarações chegam de investigadores. Estes afirmam que o mais provável é a baleia em questão pertencer à base da marinha de Murmansk. Data de 1980 a altura em que a URSS tinha um programa militar para treinar golfinhos.

baleia russia espiã
Imagem: NRK

Anos depois o programa foi cancelado, mas sabe-se que a marinha voltou aos treinos em 2017. À data terão sido reabertas três bases militares, ao norte da Russia. Aí estariam desde então a ser treinados golfinhos, focas e baleias-brancas – todos com fins meramente militares.

No final das contas, os golfinhos e as focas revelam-se mais eficazes e profissionais nos treinos. Segundo as informações, estes aguentam melhor o frio ártico do que as baleias-brancas. Além disso, estas revelam-se menos eficientes e mais lentas durante a desejada aprendizagem.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.