Ascensão da Xiaomi e queda da Huawei: os números de 2021 não mentem

Bruno Coelho
Comentar

Esta quinta-feira partilhamos as previsões da Digitimes Research para o mercado mobile no primeiro semestre de 2021. E agora é a vez de Counterpoint Research reforçar esses dados, com números mais concretos sobre o primeiro trimestre de 2021.

A fonte afirma que este segmento de mercado verificou uma subida de 20% face ao período homólogo, embora caia 10% face ao anterior trimestre. A Samsung continua líder destacada, e a Xiaomi em clara ascensão. Mas é a Huawei que continua a cair, tendo desaparecido do TOP 5 na Europa e globalmente.

Xiaomi já tem 14% de quota de mercado global. Huawei desce para apenas 4%

Globalmente, é indicado que a Samsung tem 22% de quota de mercado. Esta é seguida pela Apple (17%), a Xiaomi (14%), a Oppo (11%) e a Vivo (10%). Fora dos cinco primeiros aparece a Huawei, com 4%.

Crédito: Counterpoint Research
Quota de mercado global de envios de smartphones. Crédito: Counterpoint Research

Na Europa, o panorama é ainda mais favorável à Samsung (37%). Em segundo lugar aparece a Apple com 24%, seguida da Xiaomi que já tem 19% do mercado europeu. Em quarto lugar encontramos a Oppo (4%), sendo a Realme, com 2%, a grande surpresa.

Quato de mercado na Europa de envios de smartphones Crédito: Counterpoint Research
Quota de mercado na Europa de envios de smartphones. Crédito: Counterpoint Research

Este segmento mobile alcançou 354,94 milhões de unidades vendidas durante o primeiro trimestre deste ano. O poderoso mercado indiano continua a ser muito importante, e aí a Xiaomi lidera com 26% de quota, graças ao grande trabalho da sua submarca Redmi.

A Samsung recuperou o trono globalmente, depois de Apple ter terminado o ano de 2020 como líder de mercado. A empresa da maçã trincada continua a não ter par apenas na América do Norte, onde detém 55% do mercado, contra 28% da Samsung.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Football Manager e o cinema são dois dos seus escapes, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.