Apple Watch Series 7 enfrenta boas e más notícias para os consumidores

Rui Bacelar
Comentar

À medida que nos aproximamos do dia 14 de setembro os rumores e fugas de informação alusivos aos produtos Apple intensificam-se exponencialmente. Com efeito, temos um novo testemunho do famoso analista Ming-Chi Kuo sobre os Apple Watch Series 7.

O novo relato surge no seguimento das notícias preocupantes avançadas pelo jornalista Mark Gurman da publicação Bloomberg, apontando aí que os Apple Watch Series 7 chegariam atrasados ao mercado devido às dificuldades de produção.

A próxima geração de relógios inteligentes chega a 14 de setembro

Apple Watch Series 7
Design sugerido para os relógios Apple Watch Series 7. Crédito: Jon Prosser.

Agora, contudo, Ming Chi-Kuo sugere que este atraso não será tão severo. De acordo com o analista, as dificuldades de produção, derivadas da escassez atual de chips e componentes são reais. Todavia, a Apple terá conseguido contornar tal entrave.

A opinião desta analista de mercado foi partilhada numa nota aos investidores e comunicada primeiramente à publicação AppleInsider como é já hábito desta fonte. Para Kuo, o atraso é real, mas não será tão severo.

As más notícias - não poderão comprar o novo relógio Apple no dia da sua apresentação a 14 de setembro. As boas notícias - este atraso não deverá ser superior a duas semanas, pelo que o início das vendas deve começar no final deste mês de setembro.

O Apple Watch Series 7 deve chegar às lojas no final de setembro

Apple Watch Series 7
Design sugerido para os relógios Apple Watch Series 7. Crédito: Jon Prosser.

Contrariamente às previsões anteriores, que apontavam meados a finais de outubro para o início das vendas, Kuo acredita num cenário mais positivo. O analista de mercado refere que a Apple terá solucionado a maioria dos entraves à produção e, como tal, mitigará os atrasos esperados na chegada deste produto ao mercado.

Trata-se, assim, de um atraso médio de duas semanas para a produção em massa dos volumes exigidos pela Apple. Portanto, o produto deve começar a ser enviado para os consumidores até ao final deste mês, ou na pior das hipótese no início do próximo.

Mais ainda, o "culpado" deste atraso estará identificado. Em causa está o novo ecrã OLED G6 a integrar os próximos relógios inteligentes da Apple. Trata-ase, aliás, de um novo tipo de display que obrigou a tecnológica de Cupertino a rever e reformular a organização interna e esquemática geral do produto.

Espera-se um maior ecrã e maior durabilidade nos Watch Series 7

Apple Watch Series 7
Design sugerido para os relógios Apple Watch Series 7. Crédito: Jon Prosser.

Ming-Chi Kuo afirma que os novos relógios obrigaram a Apple a repensar toda a organização interna, bem como a criar novos componentes. Em particular, o novo ecrã será melhor e mais barato de produzir pelo que a demorar em breve será abonatória para a Apple, bem como para os consumidores.

Ainda segundo a mesma fonte, a Luxshare ficará responsável pela montagem e produção de 70% de todos os novos Apple Watch Series 7. De igual modo, o analista afirma que esta empresa conseguirá colocar mais rapidamente as suas unidades no mercado do que a principal rival, a Foxconn.

Por fim, Kuo acredita que a Apple venderá entre 14 a 16 milhões de unidades dos Series 7 até ao final do ano. Numa última nota, Kuo deu também mais credibilidade à possibilidade de termos novos tamanhos para as caixas dos relógios, com 41 mm e 45 mm.

Aguardamos agora pela apresentação oficial dos produtos a 14 de setembro. Os novos relógios chegarão acompanhados da nova geração de iPhones, tablets, entre outras surpresas de Cupertino.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.