Apple Watch SE 2: o próximo smartwatch acessível?

Mónica Marques
Comentar

Em 2022, a Apple pode recuperar o seu anterior modelo de smartwatch acessível e lançar o Apple Watch SE 2 com funcionalidades atualizadas.

Ao que tudo indica, a empresa prepara-se também para lançar outro modelo wearable mais robusto e totalmente direcionado para atletas competitivos.

Apple Watch SE 2 com o mesmo design da Series 8, mas outras funcionalidades

Apple Watch Series 7
A Apple Series 8 terá as funcionalidades premium da linha de smartwatches da Apple

Ao que tudo indica, em 2022 a Apple vai focar-se na sua linha wearables e apresentar novidades que prometem diferenciar-se neste mercado. A começar, desde logo, por um smartwatch mais acessível: o Wtach SE 2.

A informação está a ser avançada por Mark Gurman da agência noticiosa Bloomberg que adianta que a empresa de Cupertino pretende recuperar o modelo SE de 2020 e atualizá-lo para estes novos tempos.

De acordo com a mesma fonte, este smartwatch terá um custo acessível, assim como vai apresentar um design semelhante aos seus congéneres topo de gama. Já no que diz respeito a funcionalidades, estará num patamar abaixo e, possivelmente, não vai integrar funcionalidades avançadas como sensor de oxigénio no sangue, função ECG ou ecrã permanentemente ativo.

Por enquanto, não existem informações mais pormenorizadas deste wearable Apple acessível, mas acredita-se que poderá estar equipado com recursos de gestão de saúde e funcionalidades direcionadas para a atividade física.

Um smartwatch robusto direcionado para atletas

Apple Watch Series 7

A mesma fonte de informação avança também que a Apple pode estar a desenvolver um smartwatch especialmente concebido para atletas. Este modelo terá um design mais robusto e poderá integrar uma caixa mais resistente a quedas e choques.

Mais pormenores não são conhecidos, mas sendo direcionado para atletas competitivos poderá vir a integrar funcionalidades bastante direcionadas para a prática de atividade física "mais robusta".

Apple AirTags usados em roubo de carros de luxo

Num registo completamente diferente, soube-se hoje que os AirTags da Apple estão a ser utilizados no furto de automóveis de luxo. O alerta foi dado pelas autoridades do Canadá, num comunicado de imprensa, que divulga um novo método de furto que recorre à tecnologia da Apple.

Segundo as autoridades canadianas, os Apple AirTags são escondidos nos carros visados quando estes estão, por exemplo, imobilizados em parques de estacionamento, e usados para seguir os condutores até casa. Posteriormente, são furtados da casa do proprietário.

Saliente-se que novos recursos no iOS 15.2, agora em versão teste, permitem que os AirTags que não sejam pertença de um utilizador sejam rastreados manualmente, além de ajudarem a detetar uma AirTag oculta no carro e alertar a polícia. O que significa que a Apple pode já ter na mão uma solução para este problema.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.