Apple vai fazer doação de 10 milhões de máscaras N95

António Guimarães
Comentar

A Apple anunciou um plano de apoio ao surto de COVID-19 nos Estados Unidos. A marca vai fazer uma doação de 10 milhões de máscaras N95. As máscaras serão distribuídas pelos EUA e alguns dos países mais afetados na Europa. Tim Cook comunicou a doação no Twitter.

Proud to share we’ve been able to source 10M masks for the US and millions more for the hardest hit regions in Europe. Our ops teams are helping to find and purchase masks from our supply chain in coordination with governments around the world. pic.twitter.com/uTsA6eA5ks

— Tim Cook (@tim_cook) 25 de março de 2020

Além da doação, o CEO comunica que a Apple tem equipas dedicadas à angariação e compra de máscaras COVID-19, em parceria com vários governos pelo mundo inteiro. Esta é um gesto humanitário que irá ajudar os países a combater o surto e, é claro, melhorar a reputação da Apple como empresa de tecnologia benevolente.

As máscaras N95 são extremamente importantes, principalmente para funcionários de saúde a lidar constantemente com pacientes de COVID-19. Escusado será dizer que funcionários de saúde como médicos e enfermeiros estão em grande risco de contágio, devido à exposição prolongada à doença.

Apple vai sofrer na produção de iPhones

Embora a produção na China esteja a "voltar ao normal", de acordo com fontes domésticas, a Apple não vai conseguir recuperar tão cedo. Devido aos abrandamentos na produção, analistas estimam que o lançamento dos iPhones 12 e 12 Pro será atrasado por pelo menos dois meses.

Assim sendo, à semelhança do iPhone X, talvez só em novembro é que os novos iPhone serão apresentados ao público.

Editores 4gnews recomendam:

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.