Tecnologia Apple usada para distribuir apps pirata nos iPhones

António Guimarães

Neste momento, piratas de software estão a distribuir versões pirata de aplicações populares para iPhone. Tudo isto através de tecnologia da Apple.

Assim sendo, as apps são versões "hacked" do Spotify, Angry Birds, Pokemon Go, Minecraft e outras. Este relatório chega-nos pela Reuters, em São Francisco.

Semelhantemente com o Android, existem distribuidores de aplicações que operam fora da App Store. TutuApp, Panda Helper e AppValley são alguns deles.

Distribuidores ilícitos estão a utilizar os certificados Apple para espalhar pirataria

Como temos visto nas últimas semanas, a Apple tem estado a sofrer com empresas a explorar o seu sistema enterprise. Este sistema é o que permite o teste e desenvolvimento de aplicações internamente, sem passar pela App Store.

Nesse sentido, isto só é possível através de certificados digitais de desenvolvimento. O que os piratas fazem é aproveitar os certificados para enviar versões ilegítimas de aplicações a consumidores. Apps de música gratuitas ou jogos pagos gratuitos, por exemplo.

Assim sendo, esta é uma clara violação dos regulamentos Apple. A empresa de Cupertino só permite a distribuição de apps ao público através da App Store. Além disso, providenciar uma alternativa a jogos pagos é tirar receitas dos programadores originais.

Jogos como Pokemon Go e Angry Birds são gratuitos mas possuem compras dentro da aplicação. As versões pirata fornecem o desbloqueio de tudo sem o cliente pagar um cêntimo. Embora não seja o maior fã de micro-transacções, isto não deixa de ser totalmente imoral.

O que é que a Apple pode fazer?

Ao mesmo tempo, a Apple não tem como monitorizar a distribuição destes certificados em tempo real. Tudo o que a empresa pode fazer é detectar este mau uso e revogar o certificado como fez com o Facebook e o Google há uns dias.

A questão é que mesmo revogando o certificado, os mesmos distribuidores podem criar outra conta de programador e recomeçar a brincadeira.

Por outro lado, as empresas das aplicações utilizadas não ficaram paradas. Já falámos de como o Spotify tem tolerância zero para contas que utilizem versões pirata. A mesma situação com a Rovio e a Niantic. Utilizadores que utilizem apps que permitam batota são banidos.

Em conclusão, a Apple tem vindo a sofrer com estas falhas de segurança há semanas. A empresa sempre prezou o seu catálogo "limpo" de aplicações. Contudo, esta fuga tem que ser tapada ou os piratas vão fazer o que querem do sistema Apple.

Editores 4gnews recomendam:

Eis o que os utilizadores iPhone gostavam de herdar do Android

Samsung Galaxy Active: Renders mostram o smartwatch com a One UI

Sony Xperia 10 e Xperia 10 Plus têm todas as especificações reveladas

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.