Apple revela o que pensa sobre instalar apps no iPhone fora da App Store

Bruno Coelho
Comentar

Instalar aplicações de fora da Google Play Store é um traço natural do sistema operativo Android. O utilizador fá-lo por sua conta e risco, mas é-lhe dada essa possibilidade. Contudo, o facto de a Apple não oferecer essa opção aos seus utilizadores no iPhone ou iPad, sempre dividiu opiniões.

Se uns afirmam que tal acontece apenas por razões de segurança, outras acham que a fabricante de Cupertino está apenas a “fechar-se” ao ter essa atitude. Além disso, com todas as aplicações a passarem obrigatoriamente pela App Store, é lucro garantido para a empresa. Craig Federighi, vice-presidente da Apple, revelou esta semana o que pensa sobre o assunto.

“O sideload é o melhor amigo do cibercrime”, afirma Craig Federighi

O executivo esteve presente na Web Summit 2021, em Lisboa, e falou dos riscos de permitir o denominado “sideload” nos iPhone. Para este, “o sideload é o melhor amigo do cibercrime e exigir isso no iPhone seria uma febre do ouro para a indústria de malware”.

Craig
Craig Federighi, vice-presidente da Apple

Estas declarações surgem numa altura em que existe uma proposta da União Europeia para que a Apple permita que aplicações fora da App Store possam ser instaladas no iOS. O executivo acredita que a baixa taxa de malware no iOS face ao Android se deve precisamente à não existência dessa possibilidade.

“As portas estão abertas para o malware”, se a Apple mudar a sua política

A ideia de Federighi é que “as portas estão abertas para o malware”, caso a Apple venha a ser instigada a mudar esta sua política. E mesmo quando questionado sobre a possibilidade de dar o poder de decisão ao utilizador, o executivo mantém-se contra.

“Os criminosos são espertos”, e para Federighi até os utilizadores mais informados podem ser apanhados em contra pé. “O facto de qualquer pessoa poder ser prejudicada por malware não é algo que devemos defender”, concluiu o executivo em alusão a crianças ou pais, vistos como utilizadores menos instruídos tecnologicamente.

São estes argumentos suficientes para convencer de que o “sideload” não é o ideal para o iOS, ou o poder decisão deve ser dado aos utilizadores como acontece no Android? Diz-nos nos comentários o que pensas destas declarações de um dos principais executivos da Apple.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.