Apple regista queda vertiginosa em vendas! O império da "maçã" está em perigo

António Guimarães
2 comentários

A Apple estava finalmente a conseguir recuperar terreno na China, ao nível de vendas de iPhones. Contudo, o avanço da empresa foi estancado pelo surto de COVID-19. De acordo com o 9to5Mac, a empresa registou na China uma terrível queda em vendas de iPhones de 75% em janeiro e fevereiro.

Estas são péssimas notícias para a Apple e o seu negócio na China, que é o único país onde as suas lojas oficiais ainda estão abertas. Nos Estados Unidos e Europa, a empresa da maçã fechou todas as suas lojas, para prevenção do novo coronavírus.

Adicionalmente, relatórios dos fornecedores da Apple no Taiwan estão a indicar uma produção estagnada, devido à falta de procura por equipamentos. Com as medidas de quarentena, as pessoas estão em casa, saindo apenas para adquirir bens essenciais. Como deves imaginar, um iPhone 11 Pro Max não é um bem de primeira necessidade.

Não é só a Apple que está a ser afetada. Geralmente, a indústria de telemóveis vai sofrer uma grande descida durante os próximos meses. em 2019, antes da pandemia começar, o mercado já estava a registar sinais de abrandamento, onde apenas marcas como Xiaomi e Huawei registavam crescimentos.

IPhones 12 deverão chegar com atraso significante

Conforme relatado anteriormente, a Apple deverá apresentar os seus novos iPhones com um grande atraso. Em condições normais, a empresa apresenta os novos iPhones em setembro, ficando disponíveis para comprar pouco depois. No entanto, é previsto que os mesmos só sejam apresentados em dezembro.

Não há dúvida de que o surto de COVID-19 veio mudar o mundo, a sociedade e as indústrias de tecnologia. O ano de 2020 será certamente um desafio para muitas empresas, incluindo a Apple.

Editores 4gnews recomendam:

  • Atualização do Apple watchOS corrige bug do Facetime irritante!
  • Analista prevê que o iPhone 12 possa ser lançado só em dezembro
  • Patente mostra como pode ser o Apple HomePod da Xiaomi
António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.