Apple: novos MacBook Pro podem chegar com detalhe controverso do iPhone​​​​​​​

Bruno Coelho
Comentar

Desde o seu lançamento, em 2017, o iPhone X foi o primeiro smartphone a chegar com um detalhe que sempre dividiu opiniões: a notch (ou monocelha). Esta foi pela primeira vez diminuída nos modelos de 2021, e é onde são colocados os sensores e o fiável Face ID.

Mas e se a Apple decidir colocar esta características nos seus novos computadores portáteis? Esta segunda-feira ao final do dia são esperados os novos MacBook Pro, e fugas de informação de última hora alegam que estes contarão com a controversa notch no topo do ecrã.

Novos MacBook Pro podem chegar com notch no ecrã

Esta característica foi primeiramente avançada pelo leaker DuanRui e um utilizador no Reddit escreveu que a mesma teria o tamanho “clássico” que encontramos do iPhone X ao iPhone 12. Esta servirá, alegadamente, para alojar uma câmara com resolução Full HD, sensor de luz ambiente e microfone.

It is said that although there is notch, there is no Face ID, and Touch ID is still being used. https://t.co/W0Ovj6JFw3

— DuanRui (@duanrui1205) 16 de outubro de 2021

Estas fontes referem, no entanto, que a mesma não servirá para trazer o Face ID aos novos MacBook. Algo que, a confirmar-se, é uma oportunidade perdida da Apple para introduzir a tecnologia nos seus computadores portáteis.

Recorde-se que os novos MacBook podem fazer regressar características muito queridas, como a porta HDMI, entrada para cartões de memória SD ou a tão adorada porta MagSafe. Além disso, a Touch Bar deve desaparecer, e veremos aposta em ecrãs mini-LED.

A fonte refere ainda que a Apple tentará esconder a notch através de um fundo de ecrã escuro nos novos MacBook. Mas como qualquer rumor ou fuga de informação, teremos de esperar pelas 18 horas desta segunda-feira para confirmar ou desmentir estes dados.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.