Apple não vai lançar os iPhone 12 todos ao mesmo tempo. Conhece os pormenores

Carlos Oliveira
Comentar

Há dias a Apple acabou por confirmar um dos receios que circulava pela internet. O lançamento dos iPhone 12 será adiado por algumas semanas, efeitos da pandemia da Covid-19.

Todavia, os contratempos não se ficam por aqui e um novo relatório revela-nos quais os planos da Apple para o lançamento dos seus novos smartphones. Segundo o que está a adiantar a Digitimes, os iPhone 12 serão postos à venda em duas fases.

Apple vai lançar para as lojas dois iPhone 12 de cada vez

O relatório divulgado dá conta de que, numa primeira fase, a Apple colocará no mercado dois modelos com ecrã de 6.1 polegadas. Isto significa que os primeiros equipamentos a chegar às lojas serão o iPhone 12 Max e o iPhone 12 Pro.

iPhone 12

Os restantes modelos serão postos à venda um pouco mais tarde, restando saber o quão mais tarde será isso. Isto não só dará mais tempo à Apple para construir mais unidades destes modelos, como fará com que hype em torno dos novos iPhone 12 se prolongue por mais algum tempo.

A ser isto verdade, não será a primeira vez que a Apple optará por esta estratégia. Relembro que a empresa americana fê-lo pela primeira vez com o lançamento do iPhone X, em novembro de 2017, e do iPhone XR em outubro de 2018.

Com o já confirmado atraso no lançamento dos iPhone 12, é possível que o primeiro lote só venha a ser posto à venda em outubro. Assim sendo, não é descabido pensar que os restantes modelos possam chegar às lojas apenas em novembro.

O que esperar dos iPhone 12

Ao que tudo indica, a Apple irá lançar quatro modelos, este ano. Os iPhone 12 e iPhone 12 Max serão sucessores do iPhone 11, ou seja, modelos com pequenos sacrifícios para manter o seu preço mais reduzido.

Depois teremos os iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max, os verdadeiros topos de gama da Apple para este ano. Estes deverão contar com ecrãs melhores e mais câmaras, mas os seus preços deverão superar, uma vez mais, a barreira dos 1000€.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.