Apple: iPhone 9 (iPhone SE2) poderá chegar em breve e sem evento de apresentação

Filipe Alves
Comentar

O novo smartphone da Apple, iPhone 9 (ou iPhone SE2) já há muito que se fala. Acreditava-se que a empresa de Tim Cook poderia revelar o smartphone na conferência de março, porém, devido ao surto de Coronavírus tal pode não acontecer.

Assim sendo, espera-se que a Apple lance o novo smartphone simplesmente "atualizando o seu website". Já não é a primeira vez que a Apple o faria. Porém, até à data temos visto este tipo de lançamentos em computadores e não smartphones.

iPhone 9 (iPhone SE2) está quase pronto a ser lançado

Apple iPhone 8

Segundo informações da DigiTimes, o novo iPhone com um ecrã LCD está na fase final de produção e a Apple poderá não esperar muito mais para o lançar de forma oficial.

Foi referido que "A Apple apresentará em breve uma nova série de LCD para iPhone, apelidada provisoriamente de SE2, que recentemente entrou na fase final final de produção numa fábrica de montagem em Zhengzhou, na China, segundo fontes do setor."

Este iPhone tem tudo para ser um sucesso

Não esperes que o iPhone 9 ou SE2 possa vir a ser revolucionário. Se as informações estiverem corretas, o novo telemóvel da Apple será basicamente igual a um iPhone 8 com melhores especificações.

Ou seja, continuaremos a ter um "botão home" e um ecrã que está longe de ser sem margens ou com a mesma qualidade dos AMOLED que vemos no iPhone X, Xs e 11 Pro.

Ainda assim, o seu preço será o ponto mais importante. Se a Apple lançar um novo equipamento a um valor a rondar os 500€ é de esperar que o seu sucesso seja garantido.

Exemplo disso é o sucesso do iPhone Xr, que foi o telemóvel que mais vendeu em 2019 ou até o sucesso do novo iPhone 11. Que nos dá um preço seriamente mais apelativo que os modelos Pro.

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.