Apple: iPhone 12 trará uma característica que todos desejam!

Filipe Alves
Comentar

O iPhone 12 (ou 11S) será revelado nos próximos meses. Se tudo correr como é esperado, os novos terminais terão evoluções consideráveis, uma delas sendo a adição do sensor biométrico no ecrã. Algo que os utilizadores há muito vinham a pedir.

A Apple tem pela frente uma jornada complicada. Os segmento dos smartphones está a cair e a empresa da maçã trincada não escapa a esta recessão.

Sensor biométrico no ecrã é um desejo para o iPhone 12

Apple iPhone 12

Com a pandemia a aterrorizar o mundo e a obrigar a que os utilizadores vistam máscaras sempre que estão fora de casa, os mais recentes iPhones tem sido um problema para os desbloquear. Isto porque o FaceID até pode ser mais seguro que um sensor biométrico com o dedo, porém, não funciona quando tens uma máscara na cara.

A Apple atualizou o software de forma a servir o código assim que possível de forma a que os utilizadores desbloqueiem o teclado de forma mais rápida. Contudo, continua longe do mítico e rápido sensor biométrico.

Apple trouxe o sensor biométrico com o iPhone SE

Quem fez a review do iPhone SE teve obrigatoriamente de falar no sensor biométrico na parte inferior. O mítico "botão" que desbloqueia de forma rápida o smartphone.

Pessoalmente, sou um amante desta tecnologia, aliás, na minha review ao equipamento mostrei isso mesmo. Como referi acima, por muito que o FaceID seja mais seguro, continuo a ser um daqueles que prefere o sensor biométrico.

Agora, a Apple tem uma decisão a tomar e parece que será tomada este ano. Os rumores referem que o iPhone 12 contará com a tecnologia. Porém, não esperes que chegue a todos os modelos.

Isto porque esta tecnologia apenas funciona com ecrãs OLED ou AMOLED. Ou seja, ficará apenas disponível para os modelos "Pro" e "Pro Max" do iPhone 12. Isto claro, se os rumores do ecrã do iPhone 12 em LCD continuarem até à sua revelação oficial.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.