comscore comscore
Home Android

Apple continua a ganhar terreno para a Samsung no seu mercado caseiro

Nos últimos dois anos, a Apple tem vindo a ganhar terreno na Coreia do Sul.

Apple iPhone X Samsung Samsung Galaxy S9 Apple iPhone X reuters
São duas das maiores fabricantes mundiais de dispositivos móveis ©reuters

Apple e Samsung. Esta é a maior rivalidade do mercado tecnológico. Todos os anos há uma tendência de ambas as partes para compararem os seus equipamentos e, sobretudo, para se tentarem superiorizar uma à outra. São duas grandes empresas que vendem milhões de equipamentos ao longo do ano. Mas quem vende mais?

A resposta a esta pergunta é simples: Samsung. A sul-coreana é a líder mundial em termos de vendas de smartphones. Dados confirmados pelas mais variadas empresas de análise do mercado. No entanto, a Apple segue a sua concorrente de perto, mas não se deve esquecer da Huawei que também tem uma palavra a dizer.

Vê ainda: Android e iPhone perdem o teclado Swipe da Nuance

Mas se no panorama global as coisas podem, eventualmente, pender para um ou outro lado da balança, na Coreia do Sul a história é diferente. Nenhuma empresa tem sido capaz de concorrer seriamente com a Samsung. Para teres uma ideia, as receitas da Samsung representam 17% do PIB daquele país.

Mas os números relativos ao último trimestre de 2017 trazem uma nova esperança para a Apple. Segundo os dados da Strategy Analytics, a empresa americana foi capaz de se aproximar da sua rival Samsung.

Entre outubro e dezembro de 2017, a Apple terá visto a sua quota naquele mercado subir 3.3%. Não é uma subida absurda mas, ainda assim, eleva a quota de mercado da Apple na Coreia do Sul para 28.3%. Por outro lado, a Samsung perdeu 9% do seu próprio mercado, caindo para os 46%.

Apple sobre 3.3%, ao passo que a Samsung desce 9%

Sim, é verdade que a Samsung continua a liderar incontestavelmente o seu próprio mercado. Todavia, é quando comparados com os dados dos anos anteriores que se percebe a sua importância destes.

Em 2017 a Samsung detinha 56.2% do seu mercado caseiro. Já a Apple detinha apenas 17.7%, seguida de perto pela LG com 17.4%. Já em 2016, o domínio da Samsung representava 55%, estando a LG em segundo lugar com 17% e a Apple em terceiro com 15.6%.

Isto mostra-nos que nos últimos dois anos a empresa de Cupertino tem conseguido ganhar terreno para a sua rival na sua própria casa. Já no final de 2017, o Apple iPhone X poderá não ter sido o único fator a contribuir para esta recuperação.

Business Korea aponta a abertura de uma loja oficial Apple naquele país como fator impulsionador. Desta forma, a empresa americana consegue ter uma presença mais acutilante naquele país. Uma loja física atrai sempre mais consumidores, seja em que parte do mundo for.

Depois de um trimestre de queda no seu próprio país, a Samsung terá de recuperar terreno. O lançamento dos novos Samsung Galaxy S9 poderão ser o impulsionador necessário para a recuperação de metade do seu mercado caseiro. Note-se que estes equipamentos serão desvendados no próximo domingo, na Mobile World Congress.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Xiaomi Blackshark. Smartphone com pontuação fantástica na AnTuTu

Nokia 1, modelo TA-1071 certificado pela FCC, apresentação no MWC?

Sony pode criar serviço de táxis inteligentes, apresentação no MWC?

Fonte | Via

O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal passatempo.