Apple deve subir consideravelmente os preços dos novos MacBook Pro

Carlos Oliveira
Comentar

Desde a edição deste ano da WWDC que os fãs da Apple aguardam pelo lançamento dos novos MacBook Pro. Visto que os novos portáteis não foram revelados nesse certamente, espera-se agora que a sua revelação aconteça no outono.

São esperados dois modelos baseados no mesmo SoC M1X, conferindo-lhe um desempenho similar. Contudo, isso terá uma repercussão negativa no seu preço, pelo menos para o consumidor.

Novos MacBook Pro podem ultrapassar os 2000 €

A teoria é avançada pelo Youtuber Luke Miani. Num dos seus mais recentes vídeos sobre os próximos portáteis da Apple, ele refere com o MacBook Pro de 14 polegadas poderá começar nos 1799 dólares ou 1600 €.

Importa notar que estes valores remetem para o mercado americano, onde habitualmente os preços são inferiores aos praticados na Europa. Nesse sentido, a previsão de Miani pode colocar o novo MacBook Pro bem perto dos 2000 € quando chegar a Portugal.

Os valores apontados são para o modelo de 14 polegadas com 10 núcleos CPU, 16 núcleos GPU, 16 GB de RAM e 512 GB de memória interna. Poderão existir outras variantes do mesmo portátil com preços ainda mais picantes consoante o hardware escolhido pelo consumidor.

Se o novo MacBook Pro de 14 polegadas sofrerá um aumento de preços, o mesmo deverá acontecer com o modelo de 16 polegadas. Esta vai certamente ultrapassar a fasquia dos 2000 €, até porque a fonte aponta para um preço base de 2399 dólares ou 2144 €.

Pese embora o mesmo processador (M1X) do modelo menor, a variante com 16 polegadas de ecrã será inevitavelmente mais cara. Também ela sofrerá de aumento significativo no seu preço de venda recomendado, algo que não irá certamente agradar aos fãs.

Além do novo processador, os ecrãs ajudarão a justificar este aumento de preços na linha MacBook Pro. Ambos os modelos deverão adotar a tecnologia mini-LED introduzida no novo iPad Pro de 12,9 polegadas.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.