Apple deve lançar o primeiro iPad com ecrã OLED já no próximo ano

Carlos Oliveira
Comentar

Em abril passado, a Apple mudou a tecnologia do ecrã do novo iPad Pro de 12,9" polegadas para o mini-LED. Esta tecnologia visa imitar as vantagens de um ecrã OLED, mas com um preço bastante mais acessível.

O verdadeiro iPad com ecrã OLED está mais próximo do que se imaginava. De acordo com um novo relatório da Digitimes, será já em 2022 que a Apple apresentará o seu primeiro tablet com esse maravilhoso ecrã.

Apple has made an agreement on production and supplying with Korean OLED manufacturers for the next iPad's OLED display. Starting 2022, Apple will feature OLED displays in select iPad models. Samsung Display and LG Display is expected to work with Apple.https://t.co/qDBt5QpClu

— Tron ❂ (@FrontTron) 31 de maio de 2021

Um ecrã ainda melhor e mais eficiente

A fonte aponta que serão os modelos de menor dimensão os primeiros a ostentar esta tecnologia no seu ecrã. Contudo, este pormenor deixa-nos um pouco reticentes, pois o modelo mais provável seria a próxima geração do iPad Pro.

Tal como vimos este ano com a tecnologia mini-LED, e tendo em conta a habitual estratégia da Apple, fará mais sentido que a marca incorpore esta tecnologia no seu modelo mais premium. Seria um novo fator a contribuir para que o utilizador faça a atualização para o novo modelo.

Com a tecnologia OLED, a Apple daria um passo significativo na qualidade dos seus tablets. Um ecrã OLED ilumina os pixels individualmente, o que significa um contraste mais aprimorado e uma autonomia ainda melhor, visto que este acende apenas os pixels necessários para o momento.

Samsung e LG ajudarão a Apple na transição para o OLED

Praticamente certo é o facto de a Apple socorrer-se das tecnológicas sul-coreanas para fornecer este componente. Tal como aponta o relatório, o fabrico destes painéis OLED será do encargo da Samsung Display e da LG Display.

Note-se que serão também estas as empresas encarregues da produção e desenvolvimento dos ecrãs LTPO dos iPhone 13 Pro e Pro Max. Portanto, faz todo o sentido que sejam também elas a desenvolver o mesmo componente para os futuros iPad´s com ecrã OLED.

Contudo, produzir o ecrã de um smartphone não é o mesmo que produzir o semelhante para um tablet. O último é bastante maior, o que significa que não podem ser utilizadas as mesmas linhas de produção.

Para cumprir com as encomendas da Apple, é possível que as empresas sul-coreana tenham de criar novas linhas de produção capazes de produzir em grande escala. Nesse sentido, não será de espantar que o preço do iPad com ecrã OLED suba novamente.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.