Apple compra uma empresa para fazer da Siri mais inteligente! Vê o que poderá fazer com a mudança

Filipe Alves
Comentar

A Siri, assistente de voz da Apple, está longe de competir com a Assistente Google ou até Alexa da Amazon. A Siri é "pouco inteligente" e os comandos terão de ser precisos para que conseguias tirar o melhor proveito da assistente de voz da Apple.

Contudo, tudo pode estar prestes a mudar. A empresa da maçã trincada comprou uma empresa chamada Voysis. Esta empresa estava a desenvolver uma assistente de voz seriamente inteligente.

Como poderá ficar a Siri da Apple com esta mudança

Siri Apple

Se a apple implementar a inteligência da Voysis na Siri, poderás esperar um salto de inteligência considerável na Siri. Por exmeplo, poderás dizer: "estou à procura de um sofá para a sala com um preço abaixo de 1000€".

E a assistente de voz terá plena noção daquilo que procuras e oferecerá uma vasta seleção de vários retalhistas. Tudo numa só página e apenas com um comando de voz.

Podes ver o exemplo do vídeo que a empresa Voysis lançou em 2017 quando apresentou o seu produto ao mundo.

A empresa referiu na altura que o seu objetivo não era combater a Siri, Assistente Google ou Alexa. Em vez disso, queriam criar uma assistente que fosse inteligente ao ponto de perceber o padrão de conversa entre humanos.

Pois bem, este investimento valeu a pena. A Apple acredita que este pode ser o próximo passo da Siri e acabou de comprar a empresa por valores ainda por referir.

Quando teremos uma Siri mais inteligente

Como em todos os aspetos tecnológicos, a evolução demora o seu tempo. Não nos parece que a implementação da Voysis na Siri possa acontecer este ano. Contudo, é uma adição que podemos ver nos próximos anos. Assim esperemos, até porque a Siri deixa muito a desejar.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.