Angry Birds e Google Maps usadas pela NSA para espionagem

Filipe Alves

angry

A NSA, agência de segurança norte-americana que tem estado envolvida numa serie de escândalos por espionagem usou aplicações como Angry Birds e Google Maps para espiar os smartphones dos utilizadores destas aplicações já desde 2007. Esta revelação foi feita através de documentos secretos fornecidos por Edward Snowden, antigo agente norte-americano.
Quem avançou esta noticia foi o jornal The New York Times. A ferramenta de espionagem permitia aceder a informações como idade do proprietário, orientação sexual, dados demográficos, modelo do telemóvel e registos telefónicos (chamadas e mensagens). Falhas de segurança em varias aplicações criadas para o sistema Android foram a "jogada de ouro" para conseguirem levar a cabo a recolha de informação. Não foram reveladas quaisquer provas de cumplicidade por parte das empresas detentoras das aplicações envolvidas na espionagem e a Ravio, empresa proprietária do Angry Birds já tornou publico que desconheciam este tipo de actividades ilícitas.
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.