Android 11 fará com que nunca mais percas algum ficheiro por engano

Carlos Oliveira
1 comentário

O Android 11 traz muitas novidades que facilmente passam despercebidas, como uma nova forma de gerir os ficheiros presentes no smartphone. Ao abrigo dessas modificações, chega uma novidade que irá dar imenso jeito.

No Android 11, qualquer ficheiro que apagues será guardado numa pasta de lixo em vez de ser eliminado por completo. Usando as palavras da Google, pensa nisto como se fosse a reciclagem presente no Windows.

"Reciclagem" chega aos smartphones com o Android 11

Com esta adição, ficheiros que apagues no smartphone não desaparecerão definitivamente. Ao invés, eles serão guardados numa pasta, que podemos chamar lixo, para que possam ser recuperados quando o utilizador desejar.

Essa pasta não será visível tal como acontece no Windows com a reciclagem, mas os ficheiros que contém poderão ser acedidos pelas respetivas aplicações. Imagina que queres recuperar uma foto que apagaste há uns dias. Só terás de abrir a aplicação da galeria, ir à pasta de lixo e recuperar o ficheiro desejado.

É importante notar que isto só funcionará até 30 dias após a remoção do ficheiro da aplicação. Findo esse período, o Android irá eliminar definitivamente o ficheiro do sistema e nunca mais o poderá recuperar.

Android lixo

Esta "reciclagem" havia sido notada ainda numa das primeiras Developers Preview do Android 11. Todavia, na altura, o sistema operativo apenas guardava ficheiros por 7 dias e ainda bem que a Google mudou de ideias quanto aos prazos.

Google Fotos já conta com uma funcionalidade semelhante

A popular aplicação de armazenamento na cloud de multimédia da Google é o perfeito exemplo de como tudo funcionará. Também o Google Fotos recebeu recentemente uma pasta de lixo que permite, precisamente, recuperar fotos e vídeos apagados.

Neste caso, os ficheiros serão mantidos por um período de 60 dias sem intervenção do utilizador. No Android 11, esse período será reduzido para metade, mas é muito melhor que o sistema que temos atualmente.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.