Youtuber monta o seu próprio iMac com processador M1

Carlos Oliveira
Comentar

Luke Miani, tal como muitos utilizadores Apple, mostra-se impaciente com a demora na atualização da linha iMac. Mas ao contrário da maioria, este youtuber cansou-se dessa espera e decidiu montar o seu próprio iMac com o novo Apple Silicon.

A tarefa é exposta pelo próprio no seu canal no Youtube, onde explica os passos que teve de seguir para concluir com sucesso esta tarefa. No final, ele apresenta-se com um iMac renovado no interior e ainda mais poderoso.

Mac Mini serviu de base para a criação do iMac com processador M1

Desde já quero deixar a nota de que esta é uma tarefa complicada e que não deve ser replicada. Tal como podemos constar no vídeo partilhado acima, os passos para atingir o objetivo envolvem um conhecimento técnico acima da média.

Em suma, Luke Miani serviu-se do novo Mac Mini, com processador M1, para esta arrojada tarefa. Aquilo que ele fez foi colocar este equipamento no interior do seu iMac de 2011.

O processo teve como objetivo colocar a placa lógica do Mac Mini no interior do iMac. Ou seja, ele substituiu o hardware interno do seu antigo iMac pelo semelhante do novo Mac Mini.

Adicionalmente, ele teve de fazer uma adaptação do ecrã do seu iMac para funcionar com a placa lógica do Mac Mini. A ideia foi converter o primeiro numa espécie de monitor externo e que pudesse ser ligado ao Mac Mini.

iMac

Uma solução engenhosa, mas com várias desvantagens

É impossível não louvar a iniciativa arrojada levada a cabo por Luke Miani. Contudo, esta engenhosa solução está longe de ser perfeita, sofrendo de várias complicações para a utilização quotidiana.

Ao colocar a placa lógica do Mac Mini no interior do seu iMac, o youtuber vê-se privado de todas as entradas USB ou HDMI. Isto é o mesmo que dizer que Luke Miani não terá a possibilidade de adicionar nenhuma solução de armazenamento externo.

Adicionalmente, o youtuber relata uma quebra significativa na qualidade das ligações sem fios disponíveis, seja o Wi-Fi ou Bluetooth. Ele frisa que as velocidades de Wi-Fi caíram significativamente, em muito devido à ausência da antena exterior que o Mac Mini possui.

Finalizado este projeto, os custos associados ficaram-se por cerca de 880€, o valor do Mac MIni somado ao preço do adaptador do monitor. Um custo bastante inferior ao que seria necessário despender na compra de um iMac oficial.

Apesar de este projeto ter sido concluído com sucesso, é um procedimento que não aconselhamos a replicar. Além de eliminar as garantias de ambos os equipamentos, os riscos associados à tarefa são bastantes.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.