YouTube chega a acordo com a Sony - Streaming de música em 2018?

Rui Bacelar
YouTube Sony streaming música 2018
Estará na altura de esta plataforma de vídeos se tornar em algo mais do que Minecraft, LOL, unboxing e vídeos de gatos?

No início do mês a agência Bloomberg relatava que ao serviço de subscrição de música do YouTube poderia ser lançado já em março. Nasceria aí, um autêntico rival para o bem conhecido Spotify. Agora, a famosa plataforma de vídeos terá chegado a um acordo com a Sony Music Entertainment e a Universal Music Group. As negociações terão agora chegado a um consenso e estabelecido termos para uma relação a longo prazo. Agora, em 2018 poderemos efetivamente ter um serviço de streaming de música do YouTube.

O contrato com a Sony e com a Universal estabelece as royalties e taxas relativas aos direitos de vídeos de música (video-clips), prometendo ainda uma postura agressiva na monitorização das músicas protegidas por direitos autorais (direitos de autor - vulgo copyrighs).

Vê ainda: 18 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

Já a Warner Music Group, por seu lado, assinou um contrato mais comedido do que o habitual com o YouTube no passado mês de maio. Contrato que não parecia aquietar as preocupações da Warner com o combate à pirataria das músicas e vídeos. Agora, com todos estes percalços resolvidos, o YouTube pode finalmente concentrar-se em 2018.

Serviço de streaming de música do YouTube pode chegar em 2018, a Sony seria uma das fornecedoras de conteúdo

Ano em que finalmente deverá lançar um serviço concorrente ao Spotify. Serviço este baseado na subscrição de serviços para streaming de música. Este serviço de streaming de música será essencialmente composto por conteúdo que não esteja disponível na plataforma de livre acesso no YouTube.

Não é propriamente um segredo o facto de o YouTube não se dar propriamente bem com os magnatas da indústria. Seja com a Sony ou qualquer outro estúdio ou conglomerado. A indústria musical considera que o YouTube é ineficaz no controlo e vigia de mau uso dos seus conteúdos. Permitindo o pirateamento e download ilegal dos conteúdos, algo que continua a assustar toda esta indústria musical. Até mesmo o setor e fornecedoras de serviços de streaming de música.

Mais ainda, apesar de o acordo a curto prazo entre a Warner e o YouTube, esta estará a procurar mais alternativas. Novas fontes de conteúdo para um possível serviço de streaming de música em 2018.

Em suma, apesar de não ter sido revelada a duração do contrato com a Sony e com a Universal, caso tudo corra pelo melhor, em 2018 poderemos efetivamente ter mais um serviço de streaming de música. Não bastava o Spotify e o Apple Music.

Para 2018 podermos ter o YouTube...(sugestões aceitam-se).

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).