Xiaomi anuncia versão global do smartphone Mi 11 na Europa

Rui Bacelar
Comentar

Apresentados na China a 28 de dezembro de 2020, a Xiaomi apresenta agora a versão global do seu smartphone Android topo de gama, o Xiaomi Mi 11.

Chega agora à Europa com opreço a começar nos 749 €, e em breve a Portugal. Traz um carregador rápido a 55 W GaN incluído na caixa e promete conquistar o segmento premium com a "magia dos filmes".

Xiaomi Mi 11

Ficamos finalmente a conhecer o novo telefone da terceira maior fabricante mundial de dispositivos móveis, já equipado com o processador Snapdragon 888 da Qualcomm, destinado à Europa.

O evento digital da Xiaomi brinda-nos assim com o lançamento de novos produtos no nosso continente. A transmissão foi feita a partir do Xiaomi Technology Park, a sede de inovação da fabricante fundada em 2010 por Lei Jun em rápido crescimento.

A Xiaomi é a terceira maior fabricante mundial de smartphones

Xiaomi Mi 11

Em três anos, a Xiaomi triplicou o investimento no departamento de Pesquisa e Inovação (R&D), o motor do seu crescimento, a par da relação preço / qualidade dos produtos. É precisamente o seu preço competitivo e justo, nas palavras da Xiaomi, que tem ajudado a empresa a crescer em todos os mercados mundiais. A fabricante continua comprometida com a inovação e preços acessíveis.

A apresentação mostrou-nos os bastidores da Xiaomi. Os seus laboratórios de investigação no seu parque tecnológico, o berço do novo Xiaomi Mi 11, bem como os antecessores, Mi 10 Ultra e demais lançamentos de 2020.

Xiaomi Mi 11

O compromisso com a qualidade, durabilidade e robustez dos produtos foi superada apenas pela reafirmação da inovação criada pela marca. Desde a qualidade fotográfica à supremacia sonora dos seus smartphones, tanto em fidelidade como qualidade de áudio.

A tónica recaiu de seguida na quinta geração de telecomunicações, o padrão 5G. Expostos os vetores de aposta e crescimento da Xiaomi, fomos finalmente apresentados ao smartphone Xiaomi Mi 11. O novo e mais arrojado dispositivo premium da marca.

O Xiaomi Mi 11 chega à Europa como smartphone premium

Xiaomi Mi 11

Em primeiro lugar o Xiaomi Mi 11 deu a conhecer as suas capacidades cinematográficas. Não só tem um novo sensor de 108 MP (sensor principal) como disponibiliza vários modos avançados de gravação com controlos manuais à disposição do utilizador.

O Xiaomi Mi 11 incorpora presets ou predefinições para edição rápida de vídeo. Na indústria são apelidados de LUT's e permite ajustar rapidamente o equilíbrio de brancos, contraste, saturação, bem como outros padrões e definições de cor.

Incríveis funções para a captação de vídeo no Xiaomi Mi 11

Xiaomi Mi 11

Seguiu-se o destaque para as capacidade de gravação de vídeo e captação de fotografia em condições de baixa luminosidade. O "Ultra Night Video" promete captar até a mais ténue réstia de luz para "salvar" as gravações e abrir novos horizontes.

Com o Xiaomi Mi 11 também temos o padrão HDR10+ na captação de vídeo para maior intervalo dinâmico nas gravações. Há também um novo modo "Pro Time Lapse" à disposição do utilizador.

A fabricante organizará um festival de vídeos captados e editados com o seu smartphone Mi 11 para dar a conhecer as suas capacidades ao mundo.

A fotografia é outra das prioridades do smartphone Xiaomi

Xiaomi Mi 11

O novo smartphone Mi 11 conta com três câmaras principais e todas poderão tirar proveito do Night Mode para melhores fotografias à noite, ou com pouca iluminação. O leque de sensores conta com 108 MP - sensor principal, 13 MP - ultra-wide, bem como o sensor de 5 MP para fotografia macro.

A empresa deu a saber que os seus algoritmos de processamento de imagem trarão novas possibilidades aos utilizadores em todas as suas câmaras. Ainda assim, foi nas capacidades para vídeo que a maior atenção foi dada neste terminal.

O ecrã bateu 13 novos recordes na DisplayMate

Xiaomi Mi 11

O Xiaomi Mi 11 está equipado com um ecrã de 6,81 polegadas, com cantos arredondados e apenas a câmara frontal a interromper o ecrã. A resolução chega ao WQHD+ (2K) com taxa de atualização até 120 Hz e um brilho máximo de 1500 nits.

Temos também uma taxa de amostragem de 480 Hz - a velocidade com que o ecrã reconhece os toques do utilizador. Para maior rapidez e para que não exista, praticamente, atraso entre o momento em que tocamos no ecrã e o seu reconhecimento.

Xiaomi Mi 11

O novo ecrã deste smartphone Android é realmente inovador e um dos maiores trunfos neste dispositivo. Foi galardoado com 13 novos recordes na entidade DisplayMate. Este painel tem margens muito reduzidas e ligeiramente curvas, mais orgânicas.

O ecrã está protegido pelo vidro Gorilla Glass Victus, sendo arredondado em todos os cantos.

Áudio Harman Kardon no novo smartphone Xiaomi

Xiaomi Mi 11

Os altifalantes duplos do novo Mi 11 são afinados pela Harmon Kardon para que o conteúdo apresentado no ecrã seja bem acompanhado pelo áudio. Para que a experiência de consumo multimédia seja excelente em todos os níveis.

Neste novo telefone também temos a conexão Bluetooth 5.2 que nos permite sincronizar e emparelhar com dois dispositivos em simultâneo. Durante a apresentação, a fabricante colocou bastante importância nos detalhes do seu design.

O novo telefone é consideravelmente fino, mais fino a maioria dos topos de gama da concorrência. Afirma-se como "digno da ribalta" e preparado para conquistar o coração dos consumidores.

745 942 pontos na AnTuTu, o poder do Snapdragon 888

Xiaomi Mi 11

A Xiaomi apresentou o Mi 11 como um dos smartphones mais poderosos no mercado. Foi também o primeiro a ser anunciado com o novo Snapdragon 888 da Qualcomm e a Adreno 660 como GPU ou gráfica principal, sendo um excelente smartphone para jogos.

A confiança da marca é notória, apresentando o smartphone como o melhor para jogar o Genshin Impact, um dos jogos mais exigentes do momento. Nesse sentido, a Xiaomi criou uma parceria com o estúdio responsável para garantir que o seu Mi 11 é efetivamente o melhor smartphone para jogar esta desafiante título.

Xiaomi

A demais performance dispensa já apresentações, com o poder do Snapdragon 888 a ser amplamente explorado pela marca. É o mais recente processador com litografia de 5 nm com suporte total para o quinto padrão de redes 5G e WiFi 6e.

A MIUI 12.5 está a caminho dos smartphones Xiaomi

Xiaomi MI 11 MIUI 12.5

A marca deu a conhecer novos detalhes sobre a versão previamente anunciada - em dezembro de 2020. A versão ainda está a ser desenvolvida, mas promete melhorias em todas as frentes. O consumo energético é reduzido em 15%, e a utilização do CPU é reduzida em 22%, para um desempenho mais fluído e maior autonomia de bateria.

A otimização da gestão dos recursos é uma das prioridades da MIUI 12.5 para uma interface mais fluída, mais rápida e gratificante com esta versão. Mais ainda, a maioria das aplicações de sistema poderão ser removidas, ou desinstaladas do smartphone.

Xiaomi Mi 11

A MIUI 12.5 afirma-se como interface leve e onde a escolha é apenas dos utilizadores. Se não gostam de algo, podem remover rapidamente do smartphone, ou pelo menos ocultar o ícone e respetiva app.

A nova MIUI 12.5 começa a chegar aos smartphones Xiaomi durante o segundo trimestre de 2021. Chegará a mais de 11 modelos de smartphones Xiaomi ao longo do ano, com a calendarização a ser divulgada posteriormente.

O Xiaomi Mi 11 traz carregador a 55 W GaN na caixa

Xiaomi Mi 11

Os carregadores não estão incluídos na maioria das caixas dos novos, uma vez que a maioria dos consumidores já terá algum destes acessórios incluídos. Por outro lado, a Xiaomi coloca um carregador de 55 W, padrão GaN na caixa do seu smartphone.

A fabricante acredita que poucas pessoas desfrutam deste novo padrão de carregadores. São mais compactos, mais rápidos e desperdiçam menos energia através de calor. Por isso, na caixa de cada novo Xiaomi Mi 11 estará incluído um carregador.

Carregador de nova geração GaN, capa e película no ecrã

Xiaomi

A Xiaomi deu também a tradicional picada à Apple no quesito dos acessórios. Ao passo que na China este carregador é opcional, na Europa estará incluído na caixa de todos os novos smartphones Mi 11 da fabricante.

O smartphone traz uma capa em plástico TPU (anti bacteriano) incluído na caixa, bem como um protetor de ecrã aplicado. Mais ainda, através do leitor de impressões digitais embutido, é possível obter uma leitura da frequência cardíaca.

O preço começa nos 749 € e chega aos 799 € na Europa

Xiaomi Mi 11

Ao passo que a maioria dos smartphones topo de gama tem um preço elevando, ultrapassando facilmente os 1000 euros, o novo Xiaomi Mi 11 começa nos 749 € para a Europa - possivelmente com um aumento em Portugal - Lei da cópia privada.

A versão base tem 8 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno. A versão mais cara traz 256 GB de armazenamento interno, mantendo os 8 GB de memória RAM, custando 799 € na Europa.

Há ainda uma edição especial, com unidades limitadas, para os maiores fãs da Xiaomi. A diferença reside no esquema de cor e textura da traseira deste smartphone Android.

Xiaomi

Especificações técnicas do Xiaomi Mi 11:

  • Ecrã: AMOLED 2K com 6,81" polegadas
  • Taxa de atualização de 120 Hz
  • Taxa de resposta ao toque de 480 Hz
  • Brilho de até 1500 nits, HDR10+, 515 ppi
  • Processador Snapdragon 888 da Qualcomm
  • Desde 8 GB de memória RAM
  • Desde 128 GB de armazenamento interno
  • Câmaras: 108MP (principal) + 13 (ultrawide) + 5MP (macro)
  • Bateria de 4600mAh (capacidade nominal)
  • Carregamento rápido de 55W (com fios), 50W (sem fios e 10W (inverso)
  • Altifalantes estéreo em parceria com a Harman Kardon
  • Padrão Wi-Fi 6
  • Padrão Bluetooth 5.2
  • Peso: 196 gramas
  • Disponível em preto, azul e branco

O novo smartphone Xiaomi Mi 11 está a caminho de Portugal, chegando às lojas Mi Store no decurso das próximas semanas.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.