Xiaomi trará caraterística muito pedida para os smartphones Redmi Note 11

Rui Bacelar
Comentar

A Xiaomi dedicará mais atenção e energia à sua sub-marca dedicada aos smartphones baratos e bons, a Redmi. O primeiro passo foi dado com os atuais Redmi Note 10, já muito bem apetrechados, mas em breve teremos os ainda melhores Redmi Note 11.

As informações alusivas à próxima gama de smartphones Xiaomi circulam já na Internet, sendo agora confirmada a presença de uma das caraterísticas mais pedidas e apreciadas pelos consumidores. Está confirmada a presença de ecrãs OLED nos Redmi Note 11.

A Xiaomi prepara já a próxima gama Redmi Note 11

Xiaomi Redmi Note 11
Publicação de Lu Weibing na rede social chinesa Weibo.

A revelação ocorreu através da rede social chinesa Weibo, em jeito de resposta a uma questão colocada pelo responsável máximo da sub-marca, Lu Weibing. Note-se que o executivo questionou os fãs sobre o que gostariam de ver nos próximos produtos Note.

Ainda que tal possa parecer precoce uma vez que os Redmi Note 10 foram anunciados em meados de março, o seu sucesso junto dos consumidores levou a Xiaomi a dedicar-lhes mais atenção. Como resultado, vemos já um debate aberto sobre a próxima geração de smartphones baratos e bons.

A propósito, recordamos que o modelo base da gama atual, o Redmi Note 10, chegou ao mercado chinês por 999 yuan, o equivalente a 155 dólares, ou menos de 150 euros. Esta valor competitivo ditou o sucesso imediato deste modelo e respetiva gama.

Tal como a 4gnews noticiou esta gama registou vendas nada menos que incríveis nas primeiras semanas, assegurando a manutenção desta linha de produtos Xiaomi.

Confirmam-se ecrãs OLED para os Redmi Note 11

Redmi Note 11
A tecnologia OLED foi a caraterística mais pedida para os Redmi Note 11.

Ao questionar os fãs e seguidores sobre as surpresas que gostariam de ver nos Redmi Note 11 as respostas concentraram-se na tecnologia OLED. Esta é a base para os ecrãs AMOLED que a empresa tem usado já nas versões globais dos Note 10.

No entanto, a Xiaomi equipa as variantes locais, para a China, com ecrãs LCD para suportar uma taxa de atualização a 120 Hz. Para os fãs e utilizadores, contudo, a prevalência foi dada aos ecrãs OLED e não à alta taxa de atualização do painel.

Perante esta consenso, e sem querer deixar os fãs sem resposta, Lu Weibing viria a confirmar que todos os próximos Note 11 terão ecrã OLED, incluindo a versão local, para a China. Foi assim que se confirmou a primeira caraterística dos smartphones.

Os ecrãs OLED serão dominantes em 2022

Após termos dado conta do relatório da TrendForce que apontava a prevalência dos ecrãs OLED sobre os LCD em 2022, vemos efetivamente essa tendência a afirmar-se. Também os smartphones Redmi de gama média optarão por este tipo de painéis.

A Xiaomi deve continuar a produzir smartphones com ecrãs LCD nos escalões mais baratos para os seus produtos de entrada. No entanto, serão cada vez menos os telefones da fabricante a chegar ao mercado com esta caraterística, mesmo na linha Redmi.

Atualmente os topos de gama da linha Mi 11 e a maioria dos seus smartphones de gama média já usam este tipo ecrã. Em 2022 serão ainda mais os seus equipamentos que optarão pela caraterística muito popular, acentuando a queda dos painéis LCD.

Há, por fim, a sugestão de que um próximo smartphone Redmi traga já a câmara fotográfica fontal embutida no ecrã OLED. A temática tem sido discutida na Weibo, sem que certezas existam. Tal dispositivo teria um ecrã de 6,7 polegadas com resolução Full-HD+, sem que mais caraterísticas sejam de momento conhecidas.

Por fim, algumas fontes sugerem que tal dispositivo será o Xiaomi Mi MIX 4, também ele em desenvolvimento. Para já, contudo, não existem certezas.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.