Xiaomi trabalha em tecnologia que te vai impressionar

Bruno Coelho
Comentar

A Xiaomi é uma das das fabricantes tecnológicas mais focadas em oferecer produtos arrojados aos consumidores. Sentada no trono de empresa com as smartbands mais vendidas em todo o mundo há vários anos, esta quer inovar precisamente nesse campo.

A Mi Band é a pulseira inteligente mais popular do mundo. Mas segundo uma patente agora revelada, a Xiaomi está a trabalhar num formato de smartband que pode impressionar os fãs deste produto.

Xiaomi trabalha em smartband com ecrã flexível, segundo patente. Crédito: Gizmochina
Xiaomi trabalha em smartband com ecrã flexível, segundo patente. Crédito: Gizmochina

Segundo o que foi partilhado pelo site Gizmochina, a Xiaomi viu recentemente aprovada uma patente de design para uma smartband com ecrã flexível. Isto significa que, à semelhança de outros produtos com esta tecnologia, o ecrã apresenta a possibilidade de ser maleável.

Xiaomi trabalha em smartband com ecrã flexível, segundo patente. Crédito: Gizmochina

Como se pode ver no esquema acima partilhado, o ponto ‘A’ é a zona onde o referido ecrã flexível será instalado. As restantes imagens mostram como este se adapta à curvatura do pulso dos utilizadores.

Este é um produto interessante, mas que não é propriamente novo no mercado. Em 2020, a fabricante chinesa Nubia lançou o Nubia Watch com ecrã AMOLED de 4,01” polegadas flexível. Recorde-se que também a Amazift lançou a Amazfit X, mas essa contemplava apenas um ecrã curvo e não flexível.

Ese é o Nubia Watch lançado em 2020
Ese é o Nubia Watch lançado em 2020

Em teoria, este é um produto interessante e arrojado no mercado dos wearables. Mas até que ponto será prático para os utilizadores usarem no dia a dia estará por provar. Vias-te a utilizar uma smartband ou smartwatch com ecrã flexível? Dá-nos a tua opinião nos comentários.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.