Xiaomi toma novas medidas face ao seu primeiro carro elétrico

Bruno Coelho
Comentar

Depois de muito se especular, o último mês de março trouxe uma grande confirmação para todos os fãs da Xiaomi. A empresa vai finalmente entrar no segmento automóvel, e até já começou a contratar através do seu site oficial para posições muito específicas.

Tal como noticia o site Gizmochina, a Xiaomi está a expandir a sua equipa para os avanços na produção do seu primeiro veículo elétrico. “Plataformas de dados, decisão e planeamento, mapas de alta precisão, simulação ou software integrado” são apenas algumas das posições para as quais a Xiaomi procura colaboradores.

É bom ter em conta que a Xiaomi já estabeleceu uma nova subsidiária que vai tratar do negócio dos veículos elétricos. A fonte refere que a marca espera investir 1,2 mil milhões de euros inicialmente. Ao cabo de 10 anos, esse investimento deve suplantar os 8 mil milhões de euros.

Lei Jun, CEO da Xiaomi, vai liderar pessoalmente o segmento automóvel da marca

A Xiaomi não parece olhar para este segmento como apenas mais um "passatempo" onde a marca investe recursos. Isto porque o próprio CEO da marca, Lei Jun, vai liderar pessoalmente o segmento automóvel da marca.

Lei Jun
Lei Jun, CEO da Xiaomi

Sabe-se que a Xiaomi irá trabalhar em conjunto com a Great Wall Motor Company Limited, e usar a sua infraestrutura. Caso não saibas, esta é a maior fabricante chinesa de SUVs e pickups.

Até à data não existem previsões de quando pode o primeiro veículo elétrico da Xiaomi chegar ao mercado. Mas tendo em conta a aposta e a forma como o anúncio foi feito, o objetivo será que este fique disponível para todos os consumidores.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.