Xiaomi tem a maior taxa de lealdade do consumidor, supera até a Apple

Rui Bacelar
83 comentários

Qual é a marca do smartphone que usam atualmente? Planeiam mudar de fabricante na próxima vez que tiverem de comprar um telefone? Simples questões efetuadas pela agência QuestMobile que vem agora coroar a lealdade dos consumidores à Xiaomi.

Ao longo das últimas semanas estas questões foram colocadas a vários utilizadores, sobretudo na China. Agora, com a publicação dos resultados, vemos um cenário de forte lealdade à Xiaomi, superando inclusive a Apple, bem como as demais fabricantes mobile.

A Xiaomi lidera os índices de lealdade à marca

Xiaomi Apple
Conclusões apresentadas pela agência chinesa QuestMobile

Entre os atuais utilizadores de smartphones Xiaomi, 63,2% declarou a sua intenção em manter-se fiel à marca. Isto é, voltaria a comprar um equipamento da mesma fabricante após usar um dos seus produtos independentemente da concorrência.

Em jeito de comparação, a taxa de lealdade declarada à Apple é pautadamente medíocre com 47,3% das intenções declaradas. É um valor notoriamente inferior ao registado pela Xiaomi, bem como pela OPPO e, inclusive, a Huawei.

Importa frisar que este estudo se reporta maioritariamente à realidade apurada na China. Aí, vemos que a lealdade do consumidor chinês repousa muito mais próxima das fabricantes locais, com particular destaque para a Xiaomi, em primeiro lugar.

A retenção do consumidor Apple não é particularmente positiva na China

Apple iPhone
Os utilizadores Apple são menos fiéis na China de acordo com a QuestMobile.

Entre os fatores citados pela agência QuestMobile estão os serviços móveis, funcionalidades do sistema operativo, serviços cloud, entre outros vetores. Assim, vemos que não é o hardware o ponto de maior retenção, mas sim o software e ecossistema.

Ora, mesmo que a Apple tenha um dos melhores ecossistemas de produtos e um dos sistema operativos mais intuitivos, na China estes fatores não comportam tanta relevância. Importa também notar que nesta nação os serviços Google não são utilizados.

Em síntese, num mercado em que as configurações de hardware são geralmente similares entre as fabricantes, é o software que ajuda a reter o consumidor. E, entre as fabricantes tidas em consideração, foi a Xiaomi e a sua MIUI quem mais se destacou.

A Apple é uma das maiores fabricantes na China ao contrário da Samsung

A maior fabricante mundial de smartphones é virtualmente irrelevante no maior mercado mundial de smartphones. Um aparente paradoxo justificado pelo crescimento das fabricantes chinesas nos últimos anos como a Huawei, OPPO, Vivo e Xiaomi. Ao mesmo tempo, o crescimento do sentimento nacionalista também motivou os consumidores a optar por produtos chineses.

Desse modo, a Samsung foi perdendo gradualmente a sua outrora posição dominante. A Apple, no entanto, afirmou-se como marca de luxo, conseguindo assim firmar-se no Top 5 da China.

Por fim, tal como aponta a publicação MyDrivers, a Apple deverá dedicar especial atenção à China com a sua próxima apresentação de produtos. A tecnológica norte-americana quererá reforçar a sua posição nesse mercado e poderá fazê-lo, por exemplo, com produtos mais competitivos e um reforço do seu ecossistema com especial destaque para os relógios Apple Watch.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.