Xiaomi já vendeu mais de 100 milhões de smartphones Android em 2018

Rui Bacelar
Como é que a tecnológica chinesa vendeu tantos smartphones neste espaço de tempo?

Como é que a Xiaomi conseguiu vender cerca de 100 milhões de smartphones e dispositivos móveis Android em 10 meses? Relembro que esta foi a meta definida pela própria fabricante chinesa para o ano de 2018, estando já atingida.

Em primeiro lugar, foi já há vários meses que a fabricante Android declarou a sua intenção de atingir esta meta em 2018. Um total de 100 milhões de dispositivos móveis até ao final deste ano civil.

Vê ainda: Preço alto do iPhone dá mais um recorde à empresa de Cupertino

Todavia, não foi sequer necessário esperar pela quadra natalícia. Segundo nos conta a imprensa internacional, mais concretamente a Sony com 1.6 milhões de smartphones vendidos neste trimestre.

Xiaomi contraria a recessão no mercado de smartphones

Entretanto, a própria fabricante Android anunciaria a superação desta meta. Nesse sentido, Lei Jun, o CEO da empresa daria as boas notícias durante uma conferência de imprensa no dia 2 de novembro de 2018. Uma incrível meta para esta empresa chinesa fundada durante o ano de 2010. Mês após mês, esta fabricante de smartphones Android tem mostrado às demais que é possível fazer bons equipamentos sem exigir demasiado. Isto é, sem colocar um preço que já ultrapassa em regra os 1000€ para um dispositivo móvel topo de gama.

A fabricante chinesa acaba de atingir um importante marco.

Em segundo lugar, neste momento a Xiaomi está a vender uma média de 10 milhões de smartphones por mês. Por conseguinte, é totalmente plausível que a marca atinja ou supere a marca dos 120 milhões de smartphones vendidos até ao final deste ano.

Em terceiro lugar, isto seria uma proeza extraordinária, sobretudo tendo em conta o atual estado do mercado mundial de smartphones. Relembro que este mercado continua a apresentar sinais de saturação. Aliás, segundo a IDC, voltou a contrair 6% neste último trimestre.

Fabricante Android é a 4ª maior no panorama global

Em suma, num mercado em recessão é sem dúvida notável que determinas fabricantes consigam contrariar esta tendência. No caso da Xiaomi o segredo para o sucesso parece assentar na ótima relação preço / qualidade dos seus terminais.

Este é o seu mais recente topo de gama Android.

Todavia, há mais fatores em jogo como a sua crescente aposta no mercado físico por oposição ao comércio online. Já para não falar do imenso portfólio de smartphones Android desta fabricante, bem como tablets, gadgets, etc.

Aliás, em primeiro lugar podemos referir ainda que neste momento a Xiaomi já é a 4ª maior fabricante mundial de smartphones. Está atrás apenas da Strategy Analytics que nos mostra o impressionante crescimento da Xiaomi. Em suma, neste momento esta é a 2ª empresa com o maior crescimento pelo que dificilmente se contentará com o 4º lugar no panorama global.

Esperemos que o exemplo da Xiaomi possa inspirar outras fabricantes a, quiçá, baixar um pouco o preço dos seus terminais.

Editores 4gnews recomendam:

MIUI 10: Beta 8.11.1 chegou a 6 novos smartphones

Xiaomi Pocophone F1 recebe a MIUI 10 estável, baseada no Android Oreo

O Huawei Honor Magic 2 é tudo o que o Xiaomi Mi Mix 3 podia ter sido

via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.