Xiaomi: smartphone gaming da Redmi chega com algo nunca visto

Bruno Coelho
Comentar

É já na próxima terça-feira que será apresentado o primeiro smartphone da Redmi, uma das submarcas da Xiaomi. O equipamento é uma nova iteração da linha K40, e apresenta-se com características distintivas nunca vistas na indústria.

Uma destas características é o LED de notificações. Aqui não teremos um LED colocado de forma clássica, mas sim a percorrer os contornos de duas das suas lentes, mostrando grande caráter.

LED de notificações do Redmi K40 Gaming

Este pode servir para te avisar de chamadas e outras notificações, estando disponível em várias cores. Mas não é apenas no LED que o Redmi K40 Gaming vai inovar. Noutra publicação a promover o equipamento, a marca revela que este terá 12 antenas destinadas a garantir o melhor desempenho possível.

Redmi K40 Gaming com 12 antenas para alto desempenho

Com tanta antena, como podes ver na imagem, só esperamos que o equipamento mantenha uma estrutura robusta como o Black Shark 4. O mesmo não se pode dizer de outros equipamentos, como o ROG Phone 5, ou o Lenovo Legion Duel 2.

Bateria de 5065mAh garantida no Redmi K40 Gaming

A marca não se ficou por aqui, e revelou também os dados sobre a bateria e velocidade de carregamento. Está incluído um “pacote” com uns expressivos 5065mAh, combinados com carregamento rápido de 67W.

Carregamento rápido de 67W será uma realidade no Redmi K40 Gaming

Estes são as últimas características reveladas de um smartphone que chegará equipado com o processador MediaTek Dimensity 1200, e um ecrã AMOLED com taxa de atualização de 120Hz e de resposta ao toque de 480Hz. A apresentação será a 27 de abril.

Editores 4gnews recomendam:

  • Xiaomi Black Shark 4 mostra ao Asus ROG 5 e Legion Duel 2 como se faz
  • Xiaomi acusada de apagar comentários sobre problemas no Xiaomi Mi 11
  • Xiaomi revela números impressionantes sobre as suas marcas
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.