Xiaomi anuncia a nova marca dedicada ao setor automóvel Xiaomi Automobile

Rui Bacelar
23 comentários

Em março de 2021 a Xiaomi surpreendeu o mundo ao revelar a intenção de aposta no mercado automóvel. Mais concretamente, pela mão de Lei Jun, CEO da fabricante chinesa, que a marca afirmou o seu interesse nos carros elétricos autónomos, vendo na Tesla uma inspiração e no segmento em questão uma área de extrema curiosidade e oportunidade de crescimento.

Agora, volvidos cerca de seis meses dessa declaração de interesse, a Xiaomi regista oficialmente a marca "Xiaomi Automobile", nascendo assim um novo segmento da tecnológica chinesa. Ao volante fica Lei Jun, junto de uma equipa com mais de 300 colaboradores dedicados ao segmento automóvel e à mobilidade elétrica.

A Xiaomi registou oficialmente a marca Xiaomi Automobile Co. Ltd.

Xiaomi Automobile Co. Ltd
Publicação feita pela marca no seu website oficial.

Lei Jun, co-fundador da Xiaomi, permanece como líder da nova marca Xiaomi Automobile Co. Ltd, supervisionando os avanços da sua empresa no setor automóvel. Para Jun, esta é uma área de alto risco, mas ainda mais promissora como afirmou o executivo em março último ao confirmar a entrada neste setor.

Segundo o anúncio, ao longo dos últimos cinco meses a marca já construiu uma equipa de 300 membros. Serão estas as mentes dedicadas ao primeiro carro elétrico da Xiaomi, bem como a todas as tecnologias inerentes a um veículo autónomo.

Ainda de acordo com a marca, mais de 20 mil interessados entregaram a sua candidatura, com a empresa a afirmar que o processo de recrutamento continua em curso. É, portanto, uma das mais ambiciosas apostas da marca chinesa fundada em 2010, apostando já naquele que considera ser o futuro da tecnologia.

O mercado automóvel é a nova aposta da Xiaomi

Xiaomi carro elétrico
Sugestão de apresentação do carro elétrico da Xiaomi inspirado no design dos Tesla.

A Xiaomi tem encetado negociações com diversas fabricantes automóveis com o intuito de encontrar parceiras neste setor. No entanto, até ao momento nada terá sido firmado no papel, com a tecnológica ativamente à procura de novas parcerias.

Mais recentemente, contudo, a agência Reuters fez saber que a Xiaomi estaria prestes a firmar um entendimento com a China Evergrande. Em causa estaria a venda de 65% das ações da Evergrande New Energy Vehicle (NEV) Group, com a Xiaomi a ser uma das principais interessadas na aquisição.

Entretanto, Lei Jun foi avistado em várias sedes de fabricantes automóveis na China. Entre as empresas visitadas pelo CEO da Xiaomi contam-se a BYD, Great Wall, Wuling, bem como outras empresas do setor automóvel sediadas na China.

O projeto mais ambicioso da Xiaomi

Aliás, ao longo dos últimos meses os executivos da Xiaomi terão efetuado cerca de 90 visitas e contactos a empresas dedicadas ao setor automóvel. Houve, de igual modo, entrevistas a vários peritos da área, bem como diversas outras reuniões de caráter inquisitivo.

Em síntese, a Xiaomi está a estudar o mercado automóvel. A fabricante quer apostar nos carros elétricos autónomos de alta qualidade com o intuito de os vender globalmente.

É um projeto feito a 10 anos com uma substancial alocação de capital, com os primeiros desenvolvimento já a ter lugar.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.