Xiaomi Redmi Note 7 com processador Snapdragon 855 é garantido

Filipe Alves

Já há muito se fala do Xiaomi Redmi Note 7 Pro. Logo depois da Xiaomi ter revelado o Xiaomi Redmi Note 7, os rumores sobre um modelo Pro aumentaram.

As dúvidas pairavam no seu processador. Falou-se inicialmente que chegaria com o Snapdragon 855, logo depois referiu-se que seria o Snapdragon 710. Para os mais leigos isto significa um telemóvel topo de gama e um gama média/alta.

Ou seja, a diferença é muita. Quem procura um telemóvel com o Snapdragon 855 sabe aquilo que quer. Isto é, um smartphone que lhe vá durar uns bons anos com um desempenho acima da média.

Redmi Note 7 Pro chegará mesmo com o Snapdragon 855 da Qualcomm!

Hoje temos a confirmação por parte do novo CEO da submarca Redmi que o Xiaomi Redmi Note 7 chegará com o processador Qualcomm Snapdragon 855.

Numa publicação do CEO da marca na rede social Weibo, vemos uma reunião onde ele diz que se está a discutir o novo Xiaomi Redmi Note 7 Pro com o tal chip da Qualcomm.

Topo de gama a preço baixo! Isto é a Redmi da Xiaomi

A Redmi foi , até há pouco tempo, uma categoria da marca da Xiaomi. Contudo, com a separação da marca, acredita-se que venha a ser algo mais. Espera-se que a Redmi ofereça topos de gama, telemóveis de entrada e gama-média.

O Xiaomi Redmi Note 7 Pro será a jóia da coroa. O smartphone será um topo de gama com um baixo custo. Aliás, o Xiaomi Redmi Note 7 Pro poderá ser aquilo que desejei no Pocophone. Um telemóvel topo de gama mas com uma melhor construção.

Estou seriamente curioso para conhecer mais sobre o próximo dispositivo. Esperemos sinceramente que seja tudo aquilo que promete.

Editores 4gnews recomendam:

Samsung Galaxy Sport: Assim será o design do novo smartwatch

Este é o telemóvel Nokia que vais querer conhecer em 2019 (vídeo)

OPPO Find Z: O sucessor do revolucionário Find X pode estar a caminho

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.