Xiaomi Redmi K40 Gaming Edition recebe a atualização mais aguardada

Bruno Coelho
Comentar

Recentemente foi apresentado na China o Redmi K40 Gaming Edition. Este é um equipamento que rapidamente se tornou um sucesso, trazendo boas especificações por um preço que consideramos “incrível”.

Trata-se de um terminal que começa nos 260 € na China, e chega equipado com um painel OLED de 6,67” polegadas e 120Hz de taxa de taxa de atualização. É ainda comandado pelo processador MediaTek Dimensity, e tem uma bateria de 5065mAh de capacidade com carregamento rápido de 67W.

Redmi K40 Gaming Edition recebe suporte para o serviços da Google em atualização

Agora recebeu a atualização mais importante, e passou a tornar-se um equipamento a equacionar pelos fãs globais. Na "MIUI 12.5.5.0RKJCNXM" chega o suporte para os serviços da Google.

Xiaomi Redmi K40 Gaming Edition recebe suporte para os serviços da Google em atualização. Crédito: ITHome
Xiaomi Redmi K40 Gaming Edition recebe suporte para os serviços da Google em atualização. Crédito: ITHome

Isto significa que, se não tens problemas em encomendar equipamentos oriundos da China, agora não terás problemas a instalar os importantes serviços da Google neste equipamento interessante.

Esta atualização surge algum tempo após a Xiaomi anunciar que iria remover o suporte dos serviços da Google para os equipamentos lançados na China. No entanto, a fabricante referiu também que os equipamentos onde tal fosse muito requisitado, poderiam lançar esse suporte no futuro.

Parece que esse será o caso do Redmi K40 Gaming Edition. Ainda assim, é bom referir que este terminal deve ser lançado globalmente durante o terceiro trimestre deste ano. É esperado que seja o POCO F3 GT, anunciado oficialmente esta semana.

Na China, o Redmi K40 Gaming Edition foi um sucesso imediato de vendas. Em apenas um minuto, terá resultado em 100 mil unidades vendidas.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.