Xiaomi quer desenvolver um cartão SIM que servirá ainda de cartão de memória

Carlos Oliveira
2 comentários

Os cartões SIM são uma peça fundamental em qualquer telemóvel. É graças a este pequeno chip que nos identificamos e comunicamos através de numa rede. Mas e se estes pudessem servir outros propósitos?

É isso que a Xiaomi idealiza na sua mais recente patente. A tecnológica chinesa está a trabalhar num cartão SIM que juntará armazenamento e conetividade 5G no mesmo componente.

Cada face do cartão terá a sua função

Segundo a patente da Xiaomi, este novo cartão SIM teria duas faces funcionais. De um lado estaria o circuito que bem conhecemos e que nos permite aceder à rede da operadora. De lado oposto estaria um circuito de armazenamento para os nossos dados.

Uma das principais vantagens desta abordagem será a poupança de espaço físico no interior do smartphone. Se já viste a bandeja para colocares o teu cartão SIM e cartão de memória sebes bem a sua dimensão.

Ao unir esses dois chips num só, poderíamos reduzir consideravelmente a dimensão dessa bandeja. Espaço que poderia ser usado pela Xiaomi para outros componentes.

Por exemplo, o espaço a mais disponível poderia ser canalizado para a inclusão de baterias maiores. Nos seus smartphones gaming, a chinesa teria mais espaço para a inclusão de melhores sistemas de refrigeração dos seus componentes.

Esta patente não deixa de ser curiosa numa altura em que o eSIM começa a dar os primeiros passos no mercado. Esta tecnologia permite o uso de um cartão virtual para aceder à rede.

A nova patente da Xiaomi pode ser interpretada como a crença da empresa de que os cartões SIM tradicionais não irão desaparecer tão cedo. Se é assim, então mais vale arranjar uma forma de economizar algum espaço ao dar-lhe mais funções.

Editores 4gnews recomendam:

  • Xiaomi prepara-se para corrigir um enorme passo errado dado no passado!
  • Será mesmo este o Xiaomi Redmi K30 Pro?! Vamos perceber
  • Novo Android 11: eis principais novidades do novo sistema da Google!
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.