Xiaomi prepara-se para fazer investimento milionário num novo país

Bruno Coelho
Comentar

A Xiaomi continua o seu percurso de crescimento fora de portas. Este não se faz apenas com a venda de smartphones, mas também o fabrico de novos aparelhos. E em breve isso vai acontecer num novo território.

Xiaomi vai em breve começar a fabricar smartphones na Argentina

Segundo noticia o jornal Pagina 12, a Xiaomi vai em breve começar a fabricar smartphones na Argentina. A informação terá sido confirmado por fontes do governo desse país, e o local escolhido será a Tierra del Fuego.

Ao que é avançado, o anúncio oficial por parte da Xiaomi só vai acorrer durante os próximos 60 dias. Mas um membro do executivo de Alberto Fernández garantiu que o “negócio está fechado”.

Inicialmente o objetivo da Xiaomi era comercializar smartphones no país abaixo de 80 mil pesos argentinos (moeda oficial do país). E o primeiro terá sido o Redmi Note 10 5G, com importação de 100 mil unidades.

“Os consumidores querem alternativas e veem na Xiaomi uma fabricante capaz de as dar, e a marca valoriza o real potencial de crescimento e desenvolvimento que eles têm na Argentina”, afirma Juan Pablo Baiardi da Etercor, distribuidor oficial da marca no país.

Mais tarde chegaram os Redmi Note 10S e Redmi Note 10 Pro que esgotaram o seu stock durante as primeiras semanas à venda no país. Para já falamos de equipamentos importados, mas depois nesta notícia espera-se que futuros equipamentos comecem a ser fabricados de forma interna na Argentina.

Será a própria Etercor a fabricar os equipamentos da Xiaomi no país, sendo que já fabrica também terminais da Nokia.

Editores 4gnews recomendam:

  • UFL: o novo jogo que promete destronar FIFA e eFootball
  • Xiaomi: pen drive 2 em 1 já está disponível para compra
  • Xiaomi Sound Bar 3.1ch em Portugal: a melhor oferta áudio para cinema em casa
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.