Xiaomi prepara-se para apresentar mais 2 smartphones baratos

Bruno Coelho
Comentar

Esta semana a Xiaomi apresentou quatro novos smartphones para o segmento de gama-média. Falamos do Redmi Note 11 e Redmi Note 11S, mas também o Redmi Note 11 Pro e Redmi Note 11 Pro 5G.

Redmi 10A e Redmi 10C devem ser os próximos smartphones baratos da Xiaomi

Pela mesma altura surgem novidades sobre dois dos próximos smartphones que a submarca da Xiaomi estará a apresentar. Falamos dos Redmi 10A e Redmi 10C, que serão dirigidos ao segmento de entrada.

Estes smartphones são descritos como os sucessores naturais dos Redmi 9A e Redmi 9C, lançados em 2020. De acordo com a revelação feita pela Xiaomiui, serão ambos equipados com processadores MediaTek.

Podemos esperar também três câmaras traseiras em ambos os terminais. A acompanhar um sensor principal de 50 MP, deve estar uma lente ultrawide de 8 MP e ainda um sensor macro de 2 MP.

Segundo esta fonte, o Redmi 10A será lançado globalmente, na Índia e China com o nome de código ‘Thunder’ e ‘Light’. Por seu turno, o Redmi 10C também será lançado em nestes mercados com nomes de código ‘Fog’, ‘Rain’ e ‘Wind’.

É referido que na Índia serão vendidos por valores equivalentes a 143 € ou até abaixo. Pelo que não se esperam valores muito superiores a nível global. Não esquecer que serão smartphones focados em oferecer pouco mais que o básico.

Tanto o Redmi 10A como o Redmi 10C serão smartphones ótimos para primeiro equipamento, ou para utilizadores pouco exigentes. Nas próximas semanas saberemos certamente mais sobre estes terminais, cuja data de lançamento ainda não tem previsão.

Editores 4gnews recomendam:

  • Xiaomi 12 Pro dá mais um passo rumo ao lançamento global
  • Xiaomi Redmi Note 11 e Redmi Note 11 Pro: todas as especificações e preços
  • Xiaomi revela quais os primeiros smartphones a receber a MIUI 13 e quando
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.