tribunal

Esta é uma situação caricata mas ao que parece verídica. A Xiaomi enfrenta o primeiro processo de cópia de patentes com o ainda não anunciado Xiaomi Mi5 e Mi5 Plus.

A empresa #chinaaopoder, que se pode gabar de ter um leque de fãs enorme e que consegue superar tudo e mais alguma coisa, está prestes a lançar o seu próximo smartphone. O tão esperado Mi5 é uma forte esperança da empresa chinesa para derrubar os gigantes do mercado.

   

Segundo rumores, o smartphone contará com o processador Qualcomm Snapdragon 820, 4GB RAM, 64GB de memória interna, ecrã 5.2 polegadas QHD e uma câmara de 21MP.

Xiaomi-Redmi-Note-3-9

Esta alegada violação de patente é referida por ser o número 8,930,719 B2 com o nome de “Data Protection Method and Device”. O que é em concreto, acho que ninguém sabe ao certo.

A empresa que denuncia esta violação é a Blue Spike, que tem vários processos com os gigantes da Google, Facebook e Apple. Por isso, a Xiaomi poderá ser apenas uma empresa a atirar o barro à parede.

Este processo inclui os Xiaomi  Mi 4, Mi 4 LTE, Mi 4c, Mi 4i, Mi Note Plus, Mi Note Pro, Redmi 1S, Redmi 2, Redmi 2 Prime, Redmi 2 Pro, Redmi 2A e o Redmi Note 2. A ver vamos no que isto vai dar.

Talvez queiras ver:

😉