Xiaomi Mi Mix

A Xiaomi poderá estar a preparar um novo smartphone com todo o poder de um flagship mas num corpo mais pequeno e bem prático. Isto porque, por muito que se pense que não, ainda há quem procure smartphones com boa performance e que não tenham mais de 5,2 polegadas de ecrã.

Não percas: 6 smartphones para este Natal – Guia de compras #2

Pois bem, este Xiaomi terá o nome de Mi S e o que se pode esperar dele é que tenha um ecrã de 4,6 polegadas ecrã. A resolução do mesmo, por sua vez, será Full-HD – o que se entende perfeitamente – e seu ecrã, tal como o do iPhone, será 2,5D. Quanto ao processador e quantidade de RAM, o Snapdragon 821 e 4GB deverão ser suficientes para fazer qualquer coisa neste dispositivo.

   

No que toca às câmaras, uma câmara de 12MP com um sensor Sony IMX378 de abertura 2.0 na parte traseira e uma de 4MP na frontalidade do equipamento deverão ser o suficiente. Falando da bateria, os 2600mAh, que embora pareça pouco, dará para uma autonomia de, pelo menos, para um dia. E tem carregamento rápido.

A empresa chinesa sabe ainda que o público Xiaomi valoriza aquilo que outras marcas não pensam ser uma prioridade e, por isso, este Mi S tem entrada para os teus headphones. Por fim e como parece ser a nova tendência dos equipamentos desta gigante empresa, um botão Home marcará presença por baixo do ecrã, e deverá conter um leitor de impressões digitais.

Assim, agora resta esperar por novos rumores em volta deste Mi S que, até agora, parece bastante interessante. Este tipo de equipamento costumava ser característico da Sony que, entretanto, parece ter perdido algum do seu interesse nisso. No entanto, os Compact da empresa japonesa sempre foram caros, algo que não deverá acontecer com este Xiaomi. Veremos. Fica atento às novidades!

Talvez queiras ver:

Botão de emergência no Ulefone Armor é perfeito para os aventureiros

AliExpress chega à Windows Store para todos os utilizadores!

Mais um Samsung que explodiu, desta vez um Galaxy S6 edge

ViaGSMArena
FonteWeibo
Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.