Xiaomi Mi Mix 4: patente mostra como poderá ser o smartphone

Filipe Alves
Comentar

A Xiaomi está a trabalhar no seu próximo topo de gama, Xiaomi Mi Mix 4. Os rumores tem sido poucos e sabemos apenas que o terminal não será lançado em agosto, como era previsto inicialmente.

Contudo, hoje temos uma luz ao fundo do túnel. De acordo com a mais recente patente da Xiaomi, este pode muito bem ser o próximo Xiaomi Mi Mix 4. Isto porque segue a ideologia do "slider" que vimos no modelo do ano passado.

Xiaomi Mi Mix 4

Slider no Xiaomi Mi Mix 4 poderá ser uma realidade

Uma das maiores questões do Mi Mix 4 é a sua construção. Será que a Xiaomi vai utilizar uma câmara pop-up? Um buraco no ecrã? Ou ficará à mesma com um slider como o modelo antecessor?

Xiaomi Mi Mix 4

Por muito que prefira a câmara pop-up ao slider, esta nova patente mostra-nos o contrário. Um smartphone com um slider traseiro, tal como o antecessor e quatro câmaras traseiras.

4 câmaras traseiras

Podemos muito bem estar a olhar para o Mi Mix 4 porque já se falou anteriormente que o smartphone iria contar com 4 câmaras traseiras. A ausência do sensor biométrico no hardware promete ainda que o terminal incorpore a tecnologia no ecrã. Algo que a Xiaomi já tem vindo a fazer há alguns meses nos seus equipamentos de gama alta e média gama.

Xiaomi Mi Mix 4

Ainda não sabemos para que servirão as câmaras, porém, suspeita-se que tenhamos uma câmara com sensor "normal" de 64MP. Espera-se ainda uma câmara de zoom, uma grande angular e por fim, uma macro para fotografias a curta distância.

Ainda é cedo para dar certezas

Infelizmente ainda é cedo para garantir o que quer que seja. Temos de perceber que as patentes não significam que o produto sairá para o mercado. Ainda assim, temos também de admitir que esta patente segue demasiado as linhas da nova gama "Mix".

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.