Xiaomi Mi Mix 3 5G: Primeiras impressões ao primeiro 5G da Xiaomi

Filipe Alves

A Xiaomi entrou no mundo 5G com o primeiro Xiaomi Mi Mi 3 5G. Tal como o nome indica, este smartphone é idêntico ao "normal" Mi Mix 3, porém, com pequenas melhorias que o transformam em 5G.

Ainda que tenha um processador superior ao antecessor, não podemos encarar este smartphone como o sucessor do Mi Mix 3. Em vez disso, olhemos para uma variante mais poderosa e pouco mais cara. Isto porque tudo o resto é igual ao modelo anterior.

Ou seja, temos o mesmo design, mesma qualidade de construção, mesmo ecrã e mesma ideologia de slider. A única coisa que mudou foi o modem 5G dentro do smartphone. Modem este que necessita do mais recente processador Qualcomm Snapdragon 855 para funcionar.

Xiaomi Mi Mix 3 5G chega à Europa por 600€

Assim sendo, devido a essa requisição, temos um dispositivo com melhores especificações que o modelo anterior.

Xiaomi Mi Mix 3 5G: Primeiras impressões ao primeiro 5G da Xiaomi

Com um preço a rondar os 600€, este é, para já, o smartphone com tecnologia 5G mais barato do mercado. Além disso, é um smartphone com uma qualidade estonteante em tudo o resto. As especificações são atualizadas e é um dos mais irreverentes e elegantes smartphones do momento.

Este pequeno vídeo do Xiaomi Mi Mix 3 foi feito no Mobile World Congress. Ainda que seja um vídeo pequeno, está prometido que voltaremos a falar deste novo smartphone da Xiaomi.

Já que aqui estás, não te esqueças de subscrever o nosso Youtube. Estamos neste momento no Mobile World Congress em conjunto com a PhoneHouse para vos trazer o que demais há neste gigante congresso.

Editores 4gnews recomendam:

Este é o smartphone dobrável da Oppo que parece o Huawei Mate X

Xiaomi Mi 9: Primeiras impressões do topo de gama por menos de 500€

Já há quem consiga colocar o Android a correr numa Nintendo Switch

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.