Xiaomi Mi Mix 2: novo olhar nas pequeníssimas margens do smartphone

Filipe Alves
Assim será o ecrã do Xiaomi Mi Mix 2

O Xiaomi Mi Mix 2 tem sido tema nos últimos tempos por boas razões. O terminal que será revelado ver nas imagens do artigo que a parte superior quase que não mostra qualquer margem, enquanto que na parte inferior vemos uma pequena extremidade que albergará a câmara frontal. Foi ainda referido que o terminal da empresa chinesa deverá chegar equipado com o processador Qualcomm Snapdragon 835, em vez do muito falado até então Snapdragon 836.

Ao olharmos para as fotografias não conseguimos imediatamente perceber se o ecrã será AMOLED ou IPS nem qual a sua resolução, vemos apenas que as extremidades serão mais pequenas que o normal.

Esta jogada da Xiaomi é sem dúvida refrescante para o mercado mobile. Desde o lançamento do Samsung Galaxy S8 que as fabricantes mobile tem tentado a todo o custo criar um design idêntico, a Xiaomi não só nos dará algo idêntico, mas pelo que percebemos, será também melhor.

Xiaomi Mi Mix 2 contará com valores certamente inferiores aos concorrentes!

Relativamente a outras especificações, espera-se que o terminal chegue com uma variante de 4GB de memória RAM outra de 6GB de RAM, 128GB de memória interna, câmara principal de 13MP e leitor de impressões digitais na parte traseira do equipamento.

Podemos ver que as 6.2"polegadas de ecrã terão uma referência mais "Note8" do que propriamente "Galaxy S8", o que muito acharão uma maior vantagem.

Ainda não sabemos o preço em que o smartphone será comercializado, contudo, tenho de admitir que até agora promete mais do que qualquer outro!

Outros assuntos relevantes:

Opinião – Xperia Compact é o melhor da estratégia da Sony

Os valores do Apple iPhone 8 e possíveis variantes de memória revelados

Bitcoin e Ethereum caem fortemente nos últimos dias

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.