Xiaomi Mi MAX 3 mostra agora todo o seu esplendor em galeria de fotos

Rui Bacelar
Xiaomi Mi MAX 3 Android Oreo Google
Este é o mais recente dispositivo móvel da tecnológica chinesa.

Apresentado há escassos momentos, o terminal Xiaomi Mi MAX 3 vem substituir o phablet Xiaomi Mi MAX 2 lançado em 2017. Agora, temos várias melhorias para este dispositivo de grandes dimensões para além da nova versão Android Oreo da Google.

Após vários meses repletos de fugas de informação o dispositivo foi agora apresentado e já pode ser contemplado na galeria que ilustra este artigo. Chega para substituir um equipamento amplamente aclamado, melhorando praticamente todos os aspectos.

Vê ainda: BlackBerry KeyTwo poderá via a ter uma variante Lite

Seja o design, a facilidade de utilização, as especificações e até mesmo a qualidade de construção. Tudo isto sem ousar aumentar o preço em demasia nem sacrificar a relação custo-benefício do terminal em si.

A estrela é sem dúvida o enorme ecrã de 6.99 polegadas, sendo ainda maior do que o presente no modelo anterior - 6.49 polegadas. Já por outro lado, temos aqui o formato / rácio 18:9 sem qualquer tipo de notch ou monocelha no topo do display.

Podemos agora contemplar o Xiaomi Mi MAX 3

A sua resolução é de 2160 x 1080 pixéis, preenchendo assim o padrão Full-HD+ neste painel IPS LCD. No geral temos aqui um ecrã que ocupa 85.19% do seu painel frontal, uma ótima relação entre os tamanhos do painel frontal e do ecrã em si. Na prática, temos aqui um ótimo dispositivo Android para vídeos, jogos e para desfrutar do seu enorme ecrã.

Xiaomi-Mi-MAX-3-Android-Oreo-Google-1-1.jpgXiaomi-Mi-MAX-3-Android-Oreo-Google-2-1.jpgXiaomi-Mi-MAX-3-Android-Oreo-Google-3-1.jpgXiaomi-Mi-MAX-3-Android-Oreo-Google-4.jpgXiaomi-Mi-MAX-3-Android-Oreo-Google-5.jpgXiaomi-Mi-MAX-3-Android-Oreo-Google-6.jpgXiaomi-Mi-MAX-3-Android-Oreo-Google-7.jpgXiaomi-Mi-MAX-3-Android-Oreo-Google-9.jpgXiaomi-Mi-MAX-3-Android-Oreo-Google-10.jpg

Com uma câmara dupla na sua traseira, separada pelo flash LED, temos aqui um design familiar. Aliás, segue assim as linhas dos principais smartphones de 2018. Já a nível de sistema operativo temos aqui o Android Oreo da Google servindo de base à MIUI da Xiaomi.

Software - Android Oreo com a MIUI

Tudo isto com uma construção metálica, um leitor de impressões digitais na sua traseira e cantos arredondados. Temos ainda o processador Snapdragon 636 da Qualcomm, um SoC octa-core a 1.8Ghz no seu interior.

Trata-se de um "motor" construído segundo o processo de 14nm, tornando-o económico e poderoso. Temos ainda 4GB ou 6GB de memória RAM com 64GB e 128GB de armazenamento interno. São características bastante satisfatórias tendo em conta o seu preço.

Este, para a China será de 252 dólares para a versão 4GB+64GB. Custará o equivalente a 296 dólares para a versão com 6GB e 128GB de armazenamento interno.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Xiaomi Mi Max 3 é oficial: Um grande ecrã com preço apelativo

Huawei já vendeu 100 milhões de smartphones em 2018

Google lança uma nova aplicação que vais simplesmente adorar

Fonte | Via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.