OnePlus 5T Xiaomi Mi A1 Android Oreo LineageOS radiação
Este é o novo recordista nos níveis de radiação emitida. O Mi A1, o smartphone com Android One, da Google.

Hoje em dia já ninguém dispensa o seu smartphone. Verdade seja dita, podemos esquecer-nos das chaves do carro, chaves de casa ou até da carteira. Já do smartphone, só nos esquecemos se estivermos muito, muito distraídos. Contudo, temos agora novos dados que nos deixam algo preocupados com o OnePlus 5T, Xiaomi Mi A1. Estes dois, equipamentos muito procurados em Portugal. Agora, temos uma nova lista dos smartphones que mais radiação emitem.

Em seguida vamos expor os dados de uma análise feita por uma entidade alemã, a Bundesamt für Strahlenschutz no seu nome original. Para facilitar a leitura deste artigo vamos chamar-lhe Departamento Federal de Proteção à Radiação da Alemanha. Note-se que este tema seria avançado em primeira mão pela imprensa internacional, mais concretamente pela Forbes.

Vê ainda: Huawei P20 Lite. Já sabemos as características e preço deste Android

O estudo apresenta vários pontos de contacto com a lista anterior, avançada em 15 de fevereiro de 2018. Agora, com a pesquisa atualizada, a mesma entidade revela quais são os smartphones que deixam os seus utilizadores mais expostos à radiação eletromagnética. Teremos motivos para tamanha preocupação? Algo que não reúne o consenso dos especialistas.

Com efeito, desde o advento dos telemóveis – e posteriormente dos smartphones – que a exposição dos seus utilizares às radiações eletromagnéticas tem sido uma preocupação frequente. Apesar serem raros os casos em que o uso de telemóvel ou smartphone é associado aos riscos para a saúde eles existem. Agora, com a mais recente atualização desta lista temos um novo “líder”.

Xiaomi Mi A1 em 1º lugar, OnePlus 5T em 2º lugar

Sintomas como tonturas, fadiga, dor de cabeça ou mesmo perturbações do sono têm sido apontados como os mais comuns. A causa é a radiação emitida pelos dispositivo que cada vez mais nos acompanham no dia-a-dia. Em boa verdade, nunca tanto como agora passamos tanto tempo com os nossos smartphones. Esta é a lista que ninguém quer liderar e que neste momento é dominada pelo Xiaomi Mi A1. O smartphone Android da fabricante chinesa que seria lançado em setembro de 2017 ao abrigo da plataforma Android One, da Google. Em seguida podemos observar a lista com os smartphones que emitem mais radiação.

Radiação (SAR), a lista que ninguém quer liderar:

Xiaomi Mi A1 OnePlus 5T Radiação
Esta é a lista que nenhuma marca quer liderar. A radiação emitida pelos smartphones.

Confesso que nem eu largo o smartphone no meu dia-a-dia. São companheiros fiéis com um autêntico centro de produtividade integrada. Isto claro, dependendo do uso que cada utilizador dê ao seu smartphone. No meu caso, o OnePlus costuma estar pousado em cima da mesa. Sempre que saio está no bolso do casaco ou das calças.

Radiação emitida pelos smartphones:

O grande receio, apesar de não existirem estudos conclusivos sobre os possíveis perigos da radiação, ter o smartphone muitas horas junto à cabeça pode provocar fadiga. Algo que não costuma suceder a menos que faça muitas chamadas diariamente. Seja como for, a nossa proximidade crescente com os smartphones continua a levantar questões.

Sejam eles o OnePlus 5T, Xiaomi Mi A1 ou qualquer outro desta lista como os ZTE, Huawei Mate, Huawei P, ou OnePlus 5. Fora da lista estão os dispositivos da Samsung, e da LG, entre outras fabricante. Temos aqui dois smartphones da tecnológica norte-americana Apple, o iPhone 7 e iPhone 7 Plus.

O estudo mostra-nos a quantidade de radiação emitida quando o smartphone está perto da orelha do utilizador, em situações de chamada. Estudo este levado a cabo pela Bundesamt für Strahlenschutz, entidade responsável pela certificação de dispositivos móveis para a agência de segurança Blue Angel.

Xiaomi Mi A1, OnePlus 5T e Huawei Mate 9

Aqui, tal como avança a Forbes, não existe uma relação causa-efeito completamente conclusiva. Todavia, podemos lançar mão de alguns estudos, norte-americanos, que relacionam o uso de smartphones, radiação e a ocorrência de cancro em ratos (do sexo masculino) de laboratório. Mesmo assim, a agência norte-americana FCC não considerou esses mesmos estudos conclusivos. Podem ainda verificar as suas conclusões aqui.

OnePlus 5T radiação Xiaomi Mi A1
Bonito, elegante, extremamente poderoso e com uma imbatível relação preço / qualidade. Só é pena a radiação…

O mais recente líder, Xiaomi Mi A1 é também um dos smartphones mais procurados em Portugal. O seu valor, abaixo de 300€ e já presente em algumas lojas físicas nacionais tornam-no extremamente apetecível. Mais ainda, a utilização do Android puro, tal como é fornecido pela Google vêm completar o “pacote”.

Em segundo lugar, o OnePlus 5T é aclamado como o topo de gama com melhor relação preço qualidade em todo o mercado Android. Apesar de não estar disponível em loja física nacional o OnePlus 5T é o 2º smartphone que mais radiação emite. A sua relação preço / qualidade é, até ao momento, imbatível. Contudo, é o segundo equipamento da OnePlus a figurar nesta listagem.

Neste momento os smartphones que emitem o maior nível de radiação são o Xiaomi Mi A1 da fabricante chinesa. Em seguida temos também o OnePlus 5T, mais abaixo o OnePlus 5 também figura nesta nesta lista. E tu, tens algum smartphone presente nesta lista que nenhuma marca quer liderar?

Assuntos relevantes na 4gnews:

 ASUS ZenFone 5 MAX chegará com o Snapdragon 660

LG G7 e G7 Plus deverão ser lançados em maio com preço mais alto

Xiaomi Redmi Note 5 tem um novo concorrente, o Lenovo S5

Fonte | Via

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).